Notícias » Mundo

Vizinhança processa casal que tinha galos barulhentos

Os pássaros cantavam constantemente, perturbando a paz dos moradores de uma cidade britânica

Ingredi Brunato, sob supervisão de Fabio Previdelli Publicado em 21/12/2021, às 16h32

Fotografia meramente ilustrativa
Fotografia meramente ilustrativa - Divulgação/ Pixabay/ Pexels

Na cidade britânica de Blackpool, um grupo de vizinhos ganhou uma ação judicial contra um casal que possuía quatro galos que cantavam "do amanhecer ao anoitecer", isto é, o dia todo, começando por volta das cinco da manhã. 

A decisão da corte, que foi recebida com alívio pela vizinhança, foi de que as aves deveriam ser enviadas para outro local. Já fazia três anos que eles precisavam lidar com o problema. 

"Pedimos educadamente que fizessem algo a respeito e recebemos agressões deles em troca", afirmou um dos moradores locais, segundo repercutido pelo DailyMail nesta terça-feira, 21. 

O apelo teria ocorrido três anos antes. A falta de atitude por parte de Lorraine e Alexander Burgeen, donos dos galináceos, motivou os incomodados pela cantoria das aves a levarem o caso para o tribunal. A pandemia, que fez com que muitos passassem a trabalhar de casa, foi um dos fatores que tornou a situação mais difícil de ser tolerada. 

"Era um pesadelo. Você não podia sentar no seu jardim, não podia abrir a janela", narrou outro dos vizinhos do casal. O local onde os quatro galos eram mantidos, ainda por cima, atraía ratos, trazendo mais complicações para a vizinhança. 

O tribunal determinou que os donos das aves tinham até o final de semana para encontrar um novo lar para elas, uma vez que viviam em uma área residencial. A decisão deixou ambos arrasados. 

"[Os galos] são meus animais de estimação. Eles eram de um centro de resgate. Fizemos tudo o que pudemos para reduzir o ruído", afirmou Lorraine, ainda conforme o DailyMail.