Notícias » Entretenimento

Will Smith foi convidado a se retirar do Oscar após tapa, mas se recusou

Depois da agressão a Chris Rock, o ator ainda ganhou o prêmio de Melhor Ator por seu papel em ‘King Richard: Criando Campeãs’

Redação Publicado em 31/03/2022, às 09h10

Momento exato do tapa
Momento exato do tapa - Getty Images

Will Smith foi convidado a se retirar da 94ª edição do Oscar no último domingo, 27, após ter dado um tapa no rosto de Chris Rock, que havia feito uma piada com a esposa do ator, Jada Pinkett-Smith.

Segundo novo comunicado emitido pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood, responsável pela organização da cerimônia, foi solicitado que Smith deixasse o local, mas ele negou.

“As coisas se desenrolaram de uma maneira que não poderíamos ter previsto. Embora gostaríamos de esclarecer que o Sr. Smith foi convidado a deixar a cerimônia e recusou, também reconhecemos que poderíamos ter lidado com a situação de maneira diferente”, diz a nota.

Como reportou o Screen Rant, a declaração informou ainda que foi iniciado “um processo disciplinar contra o Sr. Smith", cujas ações considerou "profundamente chocantes". Na nota, a Academia também pediu desculpas ao comediante e aos presentes na cerimônia.

O tapa

Chris Rock recebeu o tapa no rosto dado por Will Smith após fazer uma piada com a esposa do ator, Jada Pinkett-Smith. “Jada, eu te amo. Mas espero vê-la em G.I Jane 2 [a suposta sequência de filme onde Demi Moore aparece careca]”, disse Rock à Jada.

A atriz sofre de alopecia, e demonstrou desconforto com o comentário do apresentador. Chris então continuou: “Essa foi das boas. Ok. Vou embora daqui”. Em seguida, Will subiu no palco e lhe deu o tapa.

Após o ato, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood condenou a agressão e afirmou por meio de nota que iniciou "oficialmente uma revisão formal em torno do incidente". 

Will Smithtambém se pronunciou sobre o caso, lamentando o episódio e pedindo desculpas tanto a Chris Rock quanto à Academia. "Meu comportamento no Oscar de ontem à noite foi inaceitável e imperdoável. Piadas às minhas custas fazem parte do trabalho, mas uma piada sobre a condição médica de Jada era demais para mim e reagi emocionalmente", escreveu em comunicado.