Matérias » Personagem

10 fatos bizarros sobre David Bowie, o excêntrico Camaleão do Rock

O artista britânico foi um dos maiores de sua época, e era conhecido pelas grandes mudanças de figurino e maquiagem que o fizeram único na indústria

André Nogueira Publicado em 04/03/2020, às 10h00 - Atualizado às 11h53

David Bowie
David Bowie - Getty Images

Músico excêntrico e ator, David Bowie é conhecido como o eterno Camaleão do Rock, uma das figuras artísticas que com mais rostos apareceu na mídia, trajando os mais diversos figurinos em seus grandes shows. Com uma legião de fãs, Bowie deixou a classe artística órfã quando morreu, vítima de um câncer, em 2016.

Bowie foi um experimentador e um aventureiro, sempre se renovando com projetos musicais singulares e normalmente pioneiros. Considerado “musicalmente, criativa e artisticamente, um gênio” por James Cameron, o Starman instigava seu público com histórias de abduções e referências a alienígenas, fazendo com que muitos acreditassem que ele mesmo não era da Terra.

Conheça 10 fatos inusitados sobre o Camaleão!

1. Origem do nome

Bowie / Crédito: Wikimedia Commons

 

Nascido David Robert Jones, o Starman criou seu nome artístico principal em referência a uma marca de facas de nome Bowie. Segundo ele, o batismo ocorreu pois “ela corta nos dois sentidos”, citando jocosamente suas posições e sexualidade.

2. Respeito à cabeleira!

Bowie, aos 17 anos, fundou a Sociedade para a Preservação à Crueldade para Homens de Cabelos Compridos, chegando a aparecer na televisão (pela primeira vez) na BBC em defesa ao próprio penteado. "Mas nos últimos dois anos, ouvimos comentários como 'Querida!' e 'Posso carregar sua bolsa?' jogado contra nós, e acho que isso só tem que parar agora”, ele disse na ocasião.

3. Recusa a honraria

David Bowie / Crédito: Getty Images

 

A David Bowie foi conferido o título de cavaleiro da Rainha Elizabeth. Porém, o artista respeitosamente recusou a honraria dada pela monarca e só explicou o fato depois. Ao The Sun, ele anunciou: "Eu realmente não sei para que serve".

4. À beira da loucura

No início dos anos 1970, Bowie utilizava um alter ego artístico chamado Ziggy Stardust. Porem, em 1973, ele decidiu aposentar essa persona, anunciando o fato ao público do show no Hammersmith Odeon. Emocionado, ele alegou o seguinte:

Stardust “não me deixaria em paz por anos. Foi quando tudo começou a azedar... Minha personalidade inteira foi afetada. Tornou-se muito perigoso. Eu realmente tinha dúvidas sobre minha sanidade.”

5. Fobia de chá

Bowie / Crédito: Wikimedia Commons

 

Apesar de seu gosto pelo chá verde japonês, esse era a única bebida do tipo do qual Bowie se aproximava. Aparentemente, o músico tinha uma espécie de fobia desse produto, e um boato divulgado na internet alegava que na infância, o cantor sofrera com uma experiência traumática envolvendo chá.

6. Pupila dilatada

Durante o período da escola, Bowie passou por uma briga que o mudou para sempre: ele recebera um soco na cara de seu amigo (George Underwood) que desregulou sua pupila, que se tornou dilatada para sempre.

7. Artista de cinema

Bowie em Labirinto / Crédito: TriStar Pictures

 

Além de sua mastodôntica carreira musical, David Bowie era um bom ator, chegando a integrar à equipe de 28 filmes durante a vida. Entre seus excêntricos papeis, ele foi o Rei dos Duendes no musical Labirinto e o famoso artista plástico Andy Warhol na obra Basquiat.

8. Fornecedor de Internet

Em uma dessas bizarras ideias de Bowie para inovar a própria vida, o cantor criou um ISP (sigla em inglês para Provedor de Serviço de Internet), chamado BowieNet, em 1998. Com a velocidade de 20 MB, o serviço, que existiu até 2012, custava 10 libras mensais.

9. Um pequeno passo para um camaleão, um  grande passo para a camaleonidade

Space Oddity e Starman, duas de suas músicas mais famosas, abordam a relação do cantor com os alienígenas / Crédito: Wikimedia Commons

 

Um dos momentos de maior abertura da fama de Bowie ocorreu em 1969, quando uma de suas principais músicas, Space Oddity, foi elencada pelo canal BBC como trilha sonora da reprodução do pouso da missão estadunidense Apollo 11 à lua. Com isso, sua carreira deu um boom.

10. Seguido pelo coelho rosa

Em uma turnês realizada em 2004 na América do Norte, Bowie pensou beirar novamente à loucura, num momento em que já estava distanciado dos entorpecentes: ele alegou estar sendo perseguido por um coelho rosa. Na verdade, se tratava de uma pessoa com uma fantasia, que o cantor alegou ter encontrado já em seu avião na ida ao Canadá. A stalker, aparentemente, era Isabelle Guns, uma mulher gótica de Vancouver.


+Saiba mais sobre David Bowie pelas obras abaixo:

Bowie, de Wendy Leigh (2016) - https://amzn.to/2NDAKiC

David Bowie: A Life (Edição Inglês), de Dylan Jones (2017) - https://amzn.to/2Rv0wqm

David Bowie. História, Discografia, Fotos e Documentos, de Mike Evans (2016) - https://amzn.to/2R7jLYp

The Rise And Fall Of Ziggy Stardust And The Spiders From Mars Gravação original, Importado - https://amzn.to/38l7Mwa

David Bowie (DVD) - https://amzn.to/2v0G7SH

David Bowie: The Oral History (Edição Inglês), de Dylan Jones (2017) - https://amzn.to/38dQkcP

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.