Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Matérias / Entretenimento

A briga real de Bruce Lee com um dublê em set de gravações

O ator conhecido como referência nas artes marciais teve a briga retratada em "Era uma Vez em... Hollywood"

Redação Publicado em 12/06/2022, às 10h12

Cena retratando luta de Bruce Lee com dublê - Divulgação / Sony Pictures
Cena retratando luta de Bruce Lee com dublê - Divulgação / Sony Pictures

No filme 'Era uma Vez em... Hollywood', lançado em 2019, o diretorQuentin Tarantino usou diversas histórias reais sobre Hollywood e a saga de Charles Manson nos Estados Unidos para elucidar uma história fictícia protagonizada pelos atores Leonardo DiCaprio e Brad Pitt.

Este último, em específico, interpreta o personagem Cliff Booth, um dublê que, durante um de seus trabalhos na trama, dá de cara com um grande nome da história da indústria cinematográfica.

Bruce Lee é retratado pelo ator Mike Moh de maneira arrogante e narcisista, com o personagem, conhecido como um dos maiores mestres do kung fu na História, se gabando pela capacidade técnica e agilidade nas artes marciais mistas.

Durante um piti, Cliff ri de suas falas, com Bruce se incomodando com a suposta provocação e o desafiando, ainda no set de filmagem, para uma luta, que acaba sendo aceita pelo dublê.

A cena é um dos pontos altos do filme, coreografada para que Bruce fosse violentamente atirado contra a porta de um carro no estacionamento dos estúdios. Contudo, a cena da briga de bastidores tem inspiração livre em um outro episódio real envolvendo o ator, mas com bem menos violência e provocação, ocorrida no ano de 1966.

Luta no set

Na época, Bruce Lee rodava o seriado 'Besouro Verde', que o projetou para Hollywood e resultou no convite para diversos papéis cinematográficos. Diferente do retratado no filme de 2019, a luta nos bastidores não teria ocorrido por um desencontro de ideias entre os envolvidos, mas sim, por um desafio técnico, como uma brincadeira entre amigos.

O amigo em questão era Gene LeBell, convocado pela coordenadora de dublês Bennie Dobbins para realizar as acrobacias da série, como informou a Rolling Stone Brasil. Ele já era conhecido em Hollywood pelas vitórias em campeonatos de artes marciais e conhecimento em diversos tipos de lutas.

Bruce, por outro lado, visava o máximo de realismo em suas cenas, resultando em um desentendimento durante uma gravação, que obrigou Lebell a imobilizá-lo. Pedindo para ser colocado de volta no chão, o dublê recusou realizar a ação até que Bruce se acalmasse, temendo uma reação violenta caso o soltasse. Felizmente, a briga não prosseguiu e, de acordo com Gene, foi resolvida pouco depois de maneira amistosa.

"Fui trabalhar com [Lee] na escola dele. Ensinei a ele judô, luta livre e coisas assim, e algumas finalizações que mais tarde trabalhou em alguns filmes, e ele me mostrou a maioria dos chutes e golpes que até hoje eu uso nos filmes. Um homem maravilhoso, maravilhoso e um grande artista marcial", acrescentou o dublê, de acordo com a Rolling Stone Brasil.