Matérias » Personagem

Conheça os filhos e netos dos ditadores mais cruéis do século 20

Saiba quem são os descendentes dos tiranos mais sanguinários dos últimos tempos

Redação Publicado em 28/09/2019, às 10h00

None
- Saddam Hussein / Crédito: Getty Images

Querendo ou não, eles carregam o legado de seus progenitores, marcados por massacres e autoritarismo. Enquanto alguns deles defendem a memória e os atos de seus ascendentes, outros preferem refutar esse legado e permanecer afastados do cenário político.

1. Idi Amin

Jaffar Amin, filho de Idi Amin / Crédito: Reprodução

 

Jaffar é filho de Idi Amin, ditador de Uganda de 1971 a 1979. Ao 52 anos, ele é um firme defensor de seu pai, a quem definiu como um incompreendido em entrevista à revista Foreign Policy. Os oito anos de mandato de Idi Amin foram marcados pela violência e intolerância — ele foi responsável pela execução de cerca de 400 mil pessoas.

2. Mao Zedong

A neta de Mao, Kong Dongmei / Crédito: Reprodução

 

O fundador da Republica Popular da China, Mao Zedong, teve dez filhos — apenas Li Min, de 83 anos, e Li Na, de 79 anos, estão vivas. Desde 2003, Li Na é membro do CCPPC, uma organização consultiva política da China. Já a filha de Li Min, Kong Dongmei, tem um patrimônio de cerca de 620 milhões de euros, e ocupa o posto de 242 entre as 500 pessoas mais ricas da China.

3. Slobodan Milosevic

Marko Milosevic, filho do ditador Slobodan Milosevic / Crédito: Reprodução

 

Marko e Marija Milosevic são os filhos do ditador iugoslavo Slobodan Milosevic. Defensor do governo do pai, Marko fez parte do crime organizado na Sérvia até a destituição de seu pai do poder, em 2000. Teve o estatuto de refugiado concedido pela Rússia, onde vive com a esposa e o filho. Já Marija se afastou da família após a morte do pai, em 2006, e vive em Montenegro.

4. Benito Mussolini

Neta de Mussolini, Alessandra / Crédito: Reprodução

 

Alessandra Mussolini, de 56 anos, é neta do ditador italiano e não renega a memória de seu avô. Ela é filha de Romano Mussolini, o quarto filho de Benito, que faleceu em 2006. Ex-modelo e atriz, seguiu carreira política e fez parte do Parlamento Europeu, representando partidos de direita e centro-direita.

5. Saddam Hussein

Raghad Hussein, uma das filhas de Saddam / Crédito: Reprodução

 

Raghad, Rana e Hala Hussein são as três filhas do ditador Saddam Hussein. Após a queda de seu pai, em 2003, elas pediram asilo à Jordânia, onde vivem até hoje. O Iraque, no entanto, quer extraditar Raghad, a filha mais velha, suspeita de pertencer a organizações terroristas. Hussein também teve dois filhos, Uday e Qusay, mortos em 2003 durante a invasão dos Estados Unidos no Iraque.

6. Ismail Enver

Arzu Enver, neta de Ismail Enver / Crédito: Reprodução

 

Arzu Enver Sadikoglu, de 64 anos, é neta de Ismail Enver, líder do Império Otomano, e firme defensora do legado de seu avô. Enver foi o membro mais poderoso do triunvirato dos Três Pasha, que governou o Império Otomano entre 1913 e 1918. Ele é foi um dos responsáveis pelo Genocídio Armênio, em que mais de 1,5 milhão de pessoas morreram.

7. Josef Stalin

Bisneto de Stalin, Jacob Jugashvili / Crédito: Reprodução

 

Jacob Jugashvili, de 47 anos, é bisneto de Josef Stalin. Nascido em Tbilisi, na Geórgia, Jacob já afirmou que foi difícil crescer na Rússia dos anos 1980, quando a liderança de Stálin era atacada. Ele nega as acusações contra seu bisavô e afirma que ele fez da Geórgia, um país pequeno, parte de uma superpotência.

8. Pol Pot

Filha de Pol Pot, Sar Patchata, durante seu casamento / Crédito: Reprodução

 

Sar Patchata é a única filha do ditador cambojano Pol Pot, responsável pela morte de cerca de 3 milhões de pessoas, durante o regime do Khmer Vermelho. Patchata é casada e trabalha como agricultora em um campo de arroz, e prefere não ser ligada à memória do pai.