Matérias » União Soviética

A trágica infância de Koba, que se tornaria um dos maiores ditadores da História

"Ele [Stalin] quer virar o mundo inteiro de cabeça para baixo", afirmou o próprio pai do futuro tirano

André Nogueira Publicado em 14/10/2019, às 15h25

O jovem Stalin
O jovem Stalin - Wikimedia Commons

Josef Stalin nasceu na aldeia georgiana de Gori, filho de Besarion Dzhugashvili, um sapateiro alcóolatra casado com uma carinhosa mulher chamada Ekaterine Geladze. Koba foi o único que sobreviveu à infância e se tornou o principal líder da história da Rússia.

Bêbado inveterado, Beso Louco - apelidos do pai de Stalin - era bastante abusivo com a esposa e o filho, os agredindo em estado de embriaguez. Como consequência, a infância do futuro ditador foi repleta de momentos trágicos, havendo relatos, até mesmo, de abusos sexuais.

Vissarion Vanovis Jughashvili, ou Bessarion Dzhugashvili / Crédito: Wikimedia Commoms

 

Beso queria que Stalin assumisse a oficina de sapatos da família, entretanto, o filho não se interessava pela profissão. Sua mãe insistiu em manter Stalin nos estudos, pois via seu potencial e tinha como objetivo ver o filho se tornar padre. Enquanto isso, o alcoolismo e a inconsequência de Besarion frequentemente colocavam a oficina em risco.

Besarion foi expulso de Gori quando vandalizou uma taberna local e atacou o chefe da polícia, deslocando-se para Tbilisi (onde trabalharia numa fábrica de sapatos), enquanto a esposa e o filho permaneceram na cidade. Entretanto, quando Josef foi aprovado para um seminário da Igreja Ortodoxa em Tbilisi, seu pai tentou sequestrá-lo - faria de tudo para que o filho trabalhasse como sapateiro. 

A primeira prisão de Stalin nada teve a ver com seu papel revolucionário, mas pela inadimplência de seu pai, que não pagou os impostos durante sua vida em Didi Lilo. Com ajuda de seus amigos, Stalin conseguiu o dinheiro da fiança. Na última vez que viu o pai, Stalin estava organizando uma greve na fábrica de sapatos Adelkhanov, onde Beso trabalhava, o que gerou grande angústia e desaprovação por parte do alcoólatra.

Jovem Stalin, na época do exílio / Crédito: Wikimedia Commons

 

A situação gerou uma frase pouco conhecida. De acordo com a obra O Jovem Stalin, de Simon Sebag Montefiore, 2008, quando Beso reconheceu Ekaterine nas ruas de Batumi, em 1902, ao visitar o filho na prisão por sua participação nas greves, o pai gritou, ameaçando: “Pare, ou eu mato você! Ele [Stalin] quer virar o mundo inteiro de cabeça para baixo. Se você não o tivesse levado para a escola, ele seria um artesão; agora ele está na prisão. Eu mato esse filho com minhas mãos; ele me desonrou”.


Saiba mais sobre a vida de Stalin através dos livros abaixo 

Stálin, Simon Sebag Montefiore, 2006

Link - https://amzn.to/2VMxi8j

O jovem Stálin, Simon Sebag Montefiore, 2008

Link - https://amzn.to/2MGQuAb

A Maldição De Stalin, Robert Gellately, 2017

Link - https://amzn.to/35ztxaR

Stálin: Nova biografia de um ditador, Oleg V. Khlevniuk, 2017

Link - https://amzn.to/35IURDI