Matérias » Personagem

Do padeiro embriagado a abandono familiar: 4 histórias inacreditáveis do Titanic

O trágico naufrágio na noite de 14 de abril de 1912 marcou a história da humanidade, revelando histórias impressionantes de tripulantes

Wallacy Ferrari Publicado em 03/08/2020, às 14h05

Charles Joughin (à esq.), Ida e Isidor Straus (ao centro) e R. Norris Williams (à dir.)
Charles Joughin (à esq.), Ida e Isidor Straus (ao centro) e R. Norris Williams (à dir.) - Wikimedia Commons / Encyclopedia Titanica

1. Charles Joughin

Na época com 33 anos de idade, o padeiro Charles Joughin trabalharia como chefe de cozinha do Titanic, mas acabou sendo surpreendido pela colisão com um iceberg. Após receber a informação de que os botes seriam enviados, passou a preparar sua equipe para produzir pães destinados aos barcos salva-vidas, porém, na primeira pausa do trabalho incessante, Charles teve uma recaída e começou a beber um uísque, buscando reduzir o estresse.

Após se embriagar, o padeiro criou coragem; subiu ao convés e começou a ajudar a população do navio nos botes. Também teve uma ideia de bêbado que salvou a vida de alguns passageiros, atirando diversas cadeiras de praia nas pessoas que caíram na água sem boias ou botes. Por fim, ainda se jogou na água como se estivesse num tobogã. Ficou pairando por três horas no mar gelado de -2°C. O fato de ter consumido álcool ajudou a diminuir a necessidade de calor no organismo, o que facilitou sua sobrevivência até o resgate.


2. Lucile Carter

Esposa de William Ernest Carter, um herdeiro de um bilionário do ramo de carvão, Lucile levou os dois filhos do casal junto ao marido no RMS Titanic, pois precisavam voltar aos Estados Unidos. No momento do naufrágio, no entanto, William subiu ao convés e se escondeu em um dos botes salva-vidas mais rápido possível, desrespeitando a orientação de mulheres e crianças com prioridade e largando a família no navio em ruínas.

Barco do mesmo modelo que Lucile conduziu para salvar os filhos / Créditos Wikimedia Commons

 

Lucile, no entanto, encontrou um barco com remos, onde abrigou os filhos e, com muito esforço, remou contra a água gelada de maneira que se afastasse da queda. Enfrentou a pior noite da vida com temperaturas extremas, mas conseguiu ser resgatada pelo RMS Carphatia, um navio-irmão do Titanic, às 7h00 do dia seguinte. Para a surpresa de William, a esposa e filhos não apenas sobreviveram, como tirou parte da sua fortuna nos dois anos seguintes com o processo de divórcio.


3. R. Norris Williams

O jovem de 21 anos ainda era estudante da Universidade de Harvard e um promissor tenista treinado pelo pai Charles, o criador Federação Internacional de Tênis. Juntos, embarcaram no Titanic após uma jornada de torneios europeus durante o início do ano de 1912. No momento do naufrágio, no entanto, ambos mergulharam na água para buscar afastamento do navio o mais rápido possível.

A dupla nadava bem, porém, uma chaminé do navio saiu na cabeça do pai de Norris, o matando e ancorando seu corpo ao fundo do mar. Nos anos seguintes, o tenista passou a treinar sozinho, apenas com os ensinamentos paternos e vencendo, dois anos depois, o principal título do U.S. Open. Em 1916 não apenas se tornou bicampeão, como foi ranqueado como segundo melhor tenista do mundo. Em 1924 ainda garantiu a medalha de ouro na Olimpíada, competindo pela categoria de duplas mistas.


4. Ida e Isidor Straus

O casal não apenas era de amantes ávidos, mas juntos enriqueceram ao fundar uma das maiores redes varejistas dos Estados Unidos; as lojas Macy’s. Na época que embarcaram no RMS Titanic, buscavam retornar aos Estados Unidos com melhores preços e ofertas, após uma longa expedição europeia para edificar as técnicas de venda. Durante o naufrágio, no entanto, provaram que o amor de ambos sobrepunha o poder.

Memorial do casal Straus na principal unidade da loja Macy's, nos EUA / Créditos: Divulgação / Twitter

 

Ida chegou a ser orientada no convés para subir em um dos botes salva-vidas, porém, Isidor não teve a oportunidade de fazer o mesmo, visto que a prioridade era de mulheres e crianças. Mesmo com insistência, o homem foi impedido, e Ida preferiu ficar no barco, afirmando que só sairia da embarcação acompanhada do marido. Ambos ficaram no barco até o afundamento e seus corpos nunca foram localizados.


+Para saber mais sobre o Titanic, confira as obras disponíveis na Amazon:

Titanic. A Verdadeira e Trágica História e os Atos de Heroísmo de Seus Passageiros, por Rupert Matthews (2014) - https://amzn.to/39QJWZf

Titanic: Minuto a Minuto, Jonathan Mayo (2017) - https://amzn.to/35HRGuU

Titanic - A história completa, Philippe Masson (2011) - https://amzn.to/35IXULh

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página. Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W