Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Matérias / Jeff Bezos

Em 2012, homem descobriu ser o pai biológico do bilionário Jeff Bezos

Diferente de todos, Ted Jorgensen disse nem sequer se lembrar do nome de um dos homens mais ricos do mundo, seu filho

Redação Publicado em 03/04/2023, às 09h43 - Atualizado em 18/05/2023, às 18h03

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Ted Jorgensen e o bilionário Jeff Bezos - Reprodução/Vídeo/Inside Edition
Ted Jorgensen e o bilionário Jeff Bezos - Reprodução/Vídeo/Inside Edition

Ver um filho ganhar dinheiro e se tornar um homem de sucesso é um grande feito para qualquer pai. Entretanto, essa sensação não fez parte da vida de Ted Jorgensen, o pai biológico de Jeff Bezos, o fundador da Amazon e um dos homens mais ricos do mundo.

Brad Stone, jornalista da Bloomberg Businessweek revelou a história por trás do afastamento de Bezos e Jorgensen, 10 anos atrás. Quando realizou investigações para o seu livro “The Everything Store: Jeff Bezos and the Age of Amazon”, que retrata a forma como o bilionário criou a maior varejista virtual do mundo, Stone reencontrou o pai de Jeff.

Quando foi encontrado pelo jornalista, nem sequer lembrava do nome do filho, enquanto o mundo inteiro não só sabe o nome de Bezos, como conhece sua reputação e, inclusive, muitos o admiram. Ao saber que era pai de Jeff Bezos, sua reação foi de surpresa, dizendo: “Ele ainda está vivo?”.

Ted Jorgensen, pai biológico de Jeff Bezos - Crédito: Reprodução/Vídeo/Inside Edition

História de amor

O homem conheceu Jacklyn Gise, a mãe do dono da Amazon, quando ainda estavam no colégio. Eles se apaixonaram e, em julho de 1963, se casaram. Na época, ele tinha 18 anos e ela, 16. Para que a cerimônia acontecesse, foi necessária uma autorização da mãe dos dois, de acordo com o portal Exame.

Contudo, a principal fonte de renda de Ted era um grupo de malabaristas que se apresentavam em feiras e circos. O dinheiro era pouco e as dificuldades financeiras estavam sendo cada vez mais agravadas devido ao problema de Ted com o álcool.

O pai de Jacklyn tentou ajudar o genro, arrumando para ele uma vaga na Universidade do Novo México e, mais tarde, no Departamento de Polícia local. No entanto, Ted não se interessou por nenhuma das opções.

Separação

Em 1965, Jackie pediu o divórcio e Ted foi obrigado, pela lei, a pagar uma pensão de 40 dólares mensais, principalmente porque o filho do casal já era nascido. Mas, conforme os meses foram passando, os pagamentos de pensão e as visitas foram diminuindo.

Jackie então arrumou emprego no Banco do Novo México, para completar a renda mensal, e lá, ela conheceu um imigrante cubano,Miguel Bezos. O namoro foi engrenado e Ted e Miguel se esbarravam esporadicamente. Em 1968, Jackie anunciou que casaria com Bezos e que ele adotaria oficialmente seu filho, passando-lhe o sobrenome.

Adoção de Jeff

De acordo com a Bloomberg, Ted concordou com a adoção e deu sua autorização legal para que o filho passasse a se chamar Jeff Bezos, alegando que o filho teria mais chances de ter uma vida mais digna com o pai adotivo.

Jeff Bezos quando criança - Crédito: Arquivo Pessoal

Miguel, Jackie e o pequeno Jeff saíram de Albuquerque, cidade do Novo México e se mudaram para Houston, já Ted permaneceu em Albuquerque, se apresentando como malabarista de monociclo e arrumando empregos temporários, ao mesmo tempo que lutava contra o alcoolismo. Ele nunca mais procurou a família, como prometido.

Mudança de vida

Quando se mudou para Tucson, ajudou seu antigo patrão a abrir uma loja de bicicletas, mas se mudou para Phoenix em 1974, depois de ser agredido seriamente em um assalto. Somente após isso ele conseguiu se livrar do vício em bebida.

Anos depois, juntou suas economias, comprou a loja que trabalhava e lá conheceu Linda, sua segunda esposa, cuja companhia durou mais de 25 anos. Ted não teve mais filhos e passou a focar na nova família, juntamente de Linda e os quatro filhos dela.

Ted disse que não lembrava o nome do filho biológico, quando se encontrou com o jornalista. Em 1999, em uma entrevista para a revista americana Wired, o bilionário Jeff Bezos disse que apenas se lembrou de Teduma única vez, quando precisou preencher um formulário de saúde que indagava sobre doenças de família.

Pouco tempo após ter dado a entrevista, Ted faleceu, já que vinha sofrendo com diversos problemas de saúde, em 16 de março de 2015.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!