Matérias » Curiosidades

A cômica origem da expressão "Lágrimas de crocodilo"

Entenda o que os antigos egípcios e Shakespeare têm a ver com a expressão

Camila Stähelin Publicado em 26/07/2020, às 08h00

Imagem ilustrativa de um crocodilo com lágrimas
Imagem ilustrativa de um crocodilo com lágrimas - Imagem de TeeFarm por Pixabay

Muitas vezes a expressão "lágrimas de crocodilo" foi utilizada para se referir a uma pessoa que demonstra um choro falso, na maioria das vezes sem arrependimentos. Todavia, muitos não sabem que a origem da expressão é mais antiga do que se imagina.

A frase, empregada para se referir a alguém que demonstra um choro fingido, tem registros desde o Egito antigo. Segundo escritos de Plínio, o Velho, do século 1, crocodilos que ficavam às margens do rio Nilo exibiam seus olhos lacrimejantes, dando a impressão de que choravam, para atrair e atacar as suas vítimas.

Séculos depois, o dramaturgo inglês William Shakespeare fez alusão ao termo em Otelo, de 1603: "Se com lágrimas de mulher fosse a terra fecundada, cada gota geraria um crocodilo".

Há, no entanto, uma explicação fisiológica para o choro do animal. Como as glândulas salivares e lacrimais ficam próximas, quando ele mastiga, a pressão sobre elas aumenta, fazendo com que as lágrimas escorram.