Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Matérias / Crimes

Gritos de socorro vindos de casa abandonada revelam crime aterrorizante

Local era uma antiga loja de doces em Chicago há cerca de 30 anos

Fabio Previdelli Publicado em 28/05/2022, às 08h00

Casa abandonada que foi palco de um crime - Divulgação/Video/WGN
Casa abandonada que foi palco de um crime - Divulgação/Video/WGN

Morador do bairro de West Pullman, em Chicago, desde 1973, o ativista comunitário Antione Dobine, de 53 anos, resolveu fazer uma ronda pela região no sábado da semana passada, 21, para discutir com outros moradores sobre a precariedade de prédios abandonados

Entretanto, enquanto estava na área de South Side, foi surpreendido com um chamado aterrorizante: de um imóvel largado há cerca de três décadas, ouviu uma mulher chorando e gritando: “Socorro!”. 

Antione Dobine

Residente de Chicago desde os 4 anos de idade, Antione Dobine viu de perto o crescimento e também a decadência de West Pullman. Além dos problemas de segurança, o bairro também passou a enfrentar o abandono de imóveis, o que acabaram se tornando grandes problemas para a comunidade. 

O ativista comunitário Antione Dobine/ Crédito: Divulgação/Video/WGN

Há anos, Dobine vem agindo para ajudar a reerguer sua comunidade. Além de auxiliar os necessitados a encontrarem empregos e moradia, ele também organiza espaços para a prática esportiva de jovens — uma forma de integração entre todas as idades. 

No final de semana passado, Antione resolveu conversar com alguns vizinhos sobre a necessidade de reparar alguns prédios abandonados da região de South Side. Foi então que algo lhe chamou a atenção em uma casa fechada com tábuas na 119th Street com a Eggleston Avenue. 

Segundo recorda ao Daily Mail, o local era uma antiga “loja de doces”. O ativista apontou que, em sua infância, costumava frequentar rotineiramente a dona do estabelecimento para ganhar algumas guloseimas de graça. 

O local, porém, acabou desocupado em 1997 e, desde então, jamais foi aberto novamente. Bom, pelo menos é isso que pensavam Antione e outros moradores da região. Mas tudo mudou na noite daquele sábado. 

O Socorro

Na ocasião, ele ouviu os gritos desesperados de uma mulher e seguiu o chamado até chegar à velha loja de doces. A vítima estava batendo nas janelas em busca de ajuda. “À medida que me aproximo, ouço bum, bum, bum – 'socorro!'”, diz ao All That Interesting. 

“Ela estava gritando, 'Socorro', e eu fiquei tipo, 'Quem está aí com você?''', relatou Dobine. “E eu estava fazendo perguntas diferentes a ela. Foi isso que me fez chamar a polícia. Esperei que eles chegassem e, quando a polícia chegou lá, eles descobriram uma jovem lá, algemada e acorrentada”, prossegue. 

Primeiro pensei que fosse uma garotinha ali, mas depois descobrimos que era uma jovem”, encerra.

O ativista comunitário também explica que pensava que a casa estava vazia, mas que ficou espantado ao ver um homem com uma jaqueta de veludo fugir pelos fundos do imóvel assim que a polícia chegou. 

De acordo com a vítima de 36 anos, que não teve sua identidade revelada, ela foi sequestrada enquanto fazia compras num estabelecimento da região. “Eu acabei esbarrando nele e ele disse: ‘venha aqui por um minuto’... Acredito que ele vai atacar de novo. Eu só quero que ele seja pego”, reportou à WGN TV. 

Vítima sendo resgatada/ Crédito: Divulgação/Video/WGN

A mulher então foi levada para a casa de tijolos, onde ficou acorrentada por quatro ou cinco dias. Ela também expõem que, durante esse meio tempo, foi violentada sexualmente pelo sequestrador por duas vezes. 

Segundo sua descrição, o agressor tem cerca de 60 anos e por volta de 1,70m de altura. Apesar da idade, ela diz que o sujeito é muito forte fisicamente, já que ele conseguiu arrastá-la sozinho para a casa vazia. 

A vítima foi levada para o Hospital Little Company of Mary por volta das 17h30 e parece estar em condições relativamente boas. “Ele [Dobine] poderia ter me ignorado, mas ele me ouviu e me ajudou. Eu sou apenas abençoada. Eu sou realmente abençoada.”

As investigações

Na última segunda-feira, 23, o policial e chefe dos detetives de Chicago, Brendan Deenihan, disse em entrevista coletiva que uma investigação está em andamento para encontrar o responsável pelo sequestro da jovem. Entretanto, até o momento, nenhuma prisão foi feita, informou o Daily Mail. 

A vítima do sequestro/ Crédito: Divulgação/Video/WGN

Além do mais, os agentes de segurança estão apurando se o caso não possui ligações com outros crimes, visto que dias antes um garoto de 17 anos foi encontrado morto na região. O fato, justamente, fez Antione Dobine a fazer a ronda pelo bairro. 

O ativista comunitário também encontrou um abrigo temporário para a vítima. Em uma vaquinha online, ele já conseguiu arrecadar pouco mais de 1,900 dólares — de uma meta de 250 mil — para a criação de um abrigo que comportará mulheres vítimas de abuso e agressão sexual.