Matérias » União Soviética

Eterno cadáver: Nos bastidores do Mausoléu de Lenin

O líder da antiga União Soviética morreu em 1924, entretanto, seu corpo permanece - quase - intacto

Alana Sousa Publicado em 22/04/2020, às 09h38 - Atualizado às 09h39

O cadáver de Lenin
O cadáver de Lenin - Divulgação

Com a morte de Lenin, em 21 de janeiro de 1924, foi instaurado um concurso para saber quem construiria o local de último descanso do líder comunista. O ganhador foi o arquiteto soviético Alexey Shchusev, que montou uma estrutura temporária de madeira na Praça Vermelha — até que a oficial estivesse pronta. Em 1930, a obra foi concluída, e localizada perto do Muro do Kremlin de Moscou.

Crédito: Wikimedia Commons

 

Durante seis semanas, cerca de 100 mil pessoas visitaram o caixão de Lenin na sepultura provisória. Devido a demanda, o corpo precisou ser transferido para um sarcófago maior, projetado pelo arquiteto e pintor russo, Konstantin Melnikov. Parte do monumento foi reconstruída em 1945, uma tribuna com grades vermelhas foi acrescentada para que dirigentes soviéticos pudessem se acomodar durante eventos na Praça Vermelha.

O embalsamento

O plano de embalsar o corpo de Lenin era de curto prazo, mas após o patologista Alexei Ivanovich Abrikosov perceber que seria possível conservar o cadáver por mais tempo, o mausoléu logo se tornou um símbolo do governo soviético. Hoje, mais de 90 anos depois, a múmia impressiona os visitantes.

A equipe responsável pelo embalsamento do corpo do político nunca revelou de fato o processo de conservação utilizado, mas um membro do time, Pavel Fomenko, contou um pouco sobre o processo em entrevista, em 2011. Fomenko afirmou que realizava a retirada de órgãos e sangue, e inseria na veia uma solução — até agora desconhecida. Ao longo dos anos, houve alguns problemas com o aparecimento de manchas no rosto e nas mãos, que também foi resolvido pelo grupo de especialistas.

Crédito: Wikimedia Commons

 

O futuro do corpo de Lenin ainda é incerto, uma pesquisa revelou que menos da metade da população russa apoia a permanência do cadáver no mausoléu. Entretanto o presidente Vladmir Putin já afirmou que o povo definirá o momento certo para enterrar o ex-primeiro ministro comunista. Enquanto a decisão não é tomada, com a entrada gratuita, o local atrai milhares de turistas por ano.


+Saiba mais sobre Lenin por meio de grandes obras disponíveis na Amazon: 

Lênin – Um retrato íntimo (e-book) - https://amzn.to/2JtPQoU

Democracia E Luta De Classes, de Vladímir Ilitch Lênin (2019) - https://amzn.to/2WoqWfx

Reconstruindo Lênin. Uma Biografia Intelectual, de Tamás Krausz (2017) - https://amzn.to/2MXjEg0

Lenin: vida e obra, de Moniz Bandeira e Luiz Alberto (2017) - https://amzn.to/349ZqoT

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W