Matérias » Família Real Britânica

O que Elizabeth II disse sobre a polêmica entrevista de Harry e Meghan?

Após manter o silêncio por alguns dias, monarca resolveu se pronunciar sobre as acusações feitas contra a Família Real Britânica

Fabio Previdelli Publicado em 11/03/2021, às 15h55

Fotografia da Rainha Elizabeth II
Fotografia da Rainha Elizabeth II - Getty Images

Nesta semana, a imprensa do mundo inteiro repercutiu a polêmica entrevista dada por Meghan Markle e Harry à Oprah Winfrey, no último domingo, 7, que revelou diversos escândalos da Família Real britânica.  

No bate-papo, a Duquesa de Sussex, entre outras coisas, falou sobre todas as dificuldades que enfrentou desde que entrou para a realeza — como casos de racismo. As falas foram tão contundentes que a monarquia britânica chegou a criar um comitê para gerenciar a crise gerada pela divulgação dos supostos escândalos.

Surpreendida com as declarações, a RainhaElizabeth II chegou a pedir por mais tempo para responder todas as alegações feitas por Markle e Harry. Agora, porém, a monarca quebrou o silêncio e decidiu se posicionar.

Fotografia do Príncipe Harry e Meghan Markle na entrevista / Crédito: Getty Images

 

A resposta de Buckingham

“A família inteira está triste em saber o quão desafiadores os últimos anos têm sido para Harry e Meghan”, diz um comunicado publicado pelo Palácio de Buckingham em nome da rainha Elizabeth II.   

“As questões levantadas, especialmente as de raça, são preocupantes. Embora algumas recordações possam variar, elas são levadas muito a sério e serão tratadas pela família particularmente”. A nota ainda acrescenta que “Harry, Meghan e Archie [filho do casal] sempre serão membros muito queridos da família”. 

Meghan, Harry e o pequeno Archie / Crédito: Getty Images

 

A resposta do Palácio ocorre mais de 36 horas depois que Harry e sua esposa concederam sua primeira entrevista à imprensa desde que deixaram de ser membros ativos da realeza e se mudaram, no ano passado, para a Califórnia, nos Estados Unidos.  

Além das seríssimas alegações de racismo, Meghan também admitiu que teve uma série de pensamentos suicidas durante sua primeira gravidez, enquanto gestava Archie — agora, o casal espera mais um filho, desta vez uma menina, que nascerá neste verão.  

Segundo uma fonte ligada à realeza — que quis permanecer anônima — declarou à CNN, a Família Real Britânica segurou para dar uma resposta, pois queria esperar que a entrevista fosse ao ar no Reino Unido, o que permitiria que os telespectadores a assistissem primeiro. Afinal, o Palácio considerou que seria mais prudente refletir antes de emitir uma declaração. 

Ainda segundo a fonte, o ponto fundamental da discussão deveria ter sido discutido em um âmbito mais particular, ao invés de fazê-la em uma entrevista transmitida em rede nacional.  

A quebra da relação pai e filho e irmão

Durante a entrevista, Harry declarou que seu pai, o príncipe Charles, havia parado de atender suas ligações desde que ele e Meghan anunciaram o rompimento com a família real, em janeiro do ano passado.  

Nessa semana, o herdeiro do trono britânico apareceu em público pela primeira vez desde a entrevista. Porém, Charles ficou em silêncio quando foi questionado. “Senhor, o que achou da entrevista?”, perguntou uma jornalista, que não obteve resposta.  

Príncipe Charles, herdeiro do trono britânico / Crédito: Wikimedia Commons

 

Apesar disso, Harry declarou que concertar o relacionamento será uma de suas “prioridades”. Ele também sugeriu que enfrenta dificuldades com outro membro da Família Real: William, seu irmão, do qual “está distante no momento”. 

Rainha reparadora 

Segundo informações do jornal britânico Daily Mail, Elizabeth II “tomou controle” da situação e, em breve, ligará para o casal. Sua intenção será tentar “consertar” o racha na família. Ela também se certificou que Meghan e Harry pudessem ler a declaração oficial do Palácio de Buckingham antes que ele fosse divulgado oficialmente.  

A monarca ainda teria trabalhado pessoalmente no texto, para suavizar o tom de negação do documento original. Por fim, ela insistiu que nenhum de seus funcionários dessem declarações sobre o assunto. O Daily Mail apontou que o clima na realeza está tenso desde a exibição da entrevista.

Fotografia da Rainha Elizabeth II / Crédito: Getty Images

 

“As pessoas estão chocadas com o que aconteceu. Alguns dos funcionários adorariam rebater o que Meghan e Harry disseram sobre a família real, mas a rainha prefere uma abordagem mais sensível e razoável. Ela está liderando pelo exemplo. Este é um assunto para ela e a família, e para mais ninguém”, disse a fonte.  

Na quarta-feira, dia 10, o tabloide britânico já havia divulgado que Elizabeth II cogitou fazer uma reunião particular com os familiares próximos para determinar que fez o comentário racista contra Meghan.  

A polêmica entrevista na TV Brasileira 

Depois de ser transmitida para todo os Estados Unidos, a polêmica entrevista do Príncipe Harry e Meghan Markle tomou conta dos noticiários. Agora, o bate-papo com Oprah Winfrey será exibido pelo canal GNT, nesta quinta-feira, 11, às 22h30. 

Segundo o site Notícias da TV, o programa que revelou diversos escândalos da Família Real ainda deve ser reprisado no próximo domingo, dia 14, às 20h. A entrevista, que durou 2 horas, rendeu um cachê de R$ 40 milhões para a apresentadora convidada. 

Harry e Meghan em entrevista com Oprah / Crédito: Divulgação/NBC News

 

Durante a conversa, que começou apenas entre Meghan e Oprah, a Duquesa de Sussex comentou sobre os obstáculos que teve de enfrentar desde que entrou para a realeza. Mais tarde, com a presença de Harry, outras revelações foram feitas. 

No final, além de falar sobre sua saída da Família Real, o casal ainda pontuou o preconceito que Meghan sofreu ao casar-se com Harry e, no momento mais polêmico da entrevista, a Duquesa afirmou que houveram discussões sobre a cor de pele que o pequeno Archie, primogênito do casal, teria quando nascesse.


++Saiba mais sobre a família real britânica por meio de obras disponíveis na Amazon:

Diana. O Último Amor de Uma Princesa, de Kate Snell (2013) - https://amzn.to/2TgHgPO

The Queen: The Life and Times of Elizabeth II (Edição Inglês), de Catherine Ryan (2018) - https://amzn.to/2RhgNA7

God save the queen - O imaginário da realeza britânica na mídia, de Almeida Vieira e Silva Renato (2015) - https://amzn.to/2xTkiGd

O Amor Da Princesa Diana, de Anna Pasternack (2018) - https://amzn.to/2xOZ8c9

A história do século XX, de Martin Gilbert (2017) - https://amzn.to/2yFZMcv

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7