Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Matérias / Barbie

Quem são as pessoas que inspiraram a Barbie e o Ken?

A criadora dos bonecos os batizou em homenagem a pessoas reais, entenda!

Redação Publicado em 03/07/2023, às 15h33

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Montagem mostrando bonecos Ken e Barbie, e trecho do filme Barbie (2023) - Divulgação/ CC BY-NC-SA Bilde/ Mark Lennihan e Reprodução/Vídeo
Montagem mostrando bonecos Ken e Barbie, e trecho do filme Barbie (2023) - Divulgação/ CC BY-NC-SA Bilde/ Mark Lennihan e Reprodução/Vídeo

No próximo dia 20 de julho, chega aos cinemas brasileiros o aguardado filme "Barbie", com Margot Robbie interpretrando a protagonista e Ryan Gosling no papel de Ken.

Em ocasião da aproximação da data de estreia, vale relembrar um curioso detalhe a respeito das origens da boneca: ela, assim como o Ken, foi inspirada em uma pessoa real.

Os brinquedos foram batizados, na verdade, em homenagem aos filhos de sua criadora, Ruth Handler. Assim, diferentemente do que acontece no longa-metragem, em que os bonecos são namorados, na vida real eles eram irmãos. Entenda! 

A origem

A Barbie como produto foi lançada em março de 1959 pela Mattel, uma empresa estadunidense de brinquedos. Ruth Handler, a presidente da companhia, foi a responsável por desenhar a boneca

A empresária usou como modelo uma personagem de tirinhas alemãs voltadas para o público adulto chamada Lili. Sua versão, no entanto, foi nomeada em homenagem à sua filha, Barbara — cujo apelido era Barbie

Segundo informou o The Los Angeles Times em um artigo de 1989, Ruth teria tido a ideia do brinquedo após ver a garota brincando com "bonecas de papel". "Se não fosse pela Barbie [a filha], eu nunca teria tido a ideia da boneca", relatou a mulher ao veículo. 

Três anos após aquele primeiro lançamento baseado na filha, Handler ainda criou o Ken, esse inspirado em seu filho. Os brinquedos, no entanto, não se parecem nada com as pessoas reais de mesmo nome — tanto em termos de aparência como no caso das personalidades. 

"Se a boneca é como eu, é totalmente coincidência", disse a verdadeira Barbie ao The Los Angeles Times. Então aos 47 anos, ela lembrou de como durante a adolescência adorava ir à praia e era cheia de amigos, características que compartilharia com a boneca. Por outro lado, essas eram informações vagas, que serviriam para descrever muitas outras jovens. 

Outro detalhe é que, como ela já tinha 16 anos quando sua xará de plástico foi lançada, não chegou a brincar com o artigo. 

Fotografia de uma Barbie / Crédito: Alexas_Fotos, via Pixabay

Já no caso do Ken da vida real, ele era totalmente oposto do brinquedo batizado em sua homenagem. 

O boneco Ken é Malibu. Ele vai à praia e surfa. Ele é todas essas coisas americanas perfeitas", apontou o estadunidense. 

O filho de Ruth Handler, por outro lado, seria "um verdadeiro nerd", em suas próprias palavras. Isso pois preferia passar seu tempo fazendo aulas de piano e assistindo filmes estrangeiros nos seus tempos de escola, e não era nada popular com o sexo oposto. "Eu era um nerd — um verdadeiro nerd. Todas as garotas achavam que eu era um idiota", lembrou. 

Privacidade 

Algo que os irmãos têm em comum, aliás, é seu desejo por privacidade e por um certo distanciamento em relação aos bonecos que possuem seus nomes. Eles inclusive passaram a maior parte da vida evitando entrevistas, com aquela dada ao The Los Angeles Times sendo uma rara exceção. 

Barbara Handler ainda revelou que, durante anos, ficava tão incomodada quando alguém reconhecia seu nome e se referia a ela como "a primeira Barbie" que chegava a ir embora de estabelecimentos por esse motivo. Já quase aos 50 anos de idade na época da entrevista, ela disse que se limitava a "engolir em seco e sorrir" quando as inevitáveis comparações surgiam nas rodas de conversa onde estava inserida. 

Ken, então aos 44 anos, também não tinha uma opinião tão simpática a respeito da lendária boneca que enriqueceu sua família: "É como se ela ficasse na praia e não tivesse um cérebro na cabeça, isso me incomoda. Eu realmente não gosto dela", observou. 

Atualmente, a filha da criadora da Mattel está na terceira idade. Sua mãe e irmão, por sua vez, já são falecidos.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!