Matérias » Arqueologia

Roma Antiga no fast food: O McDonald's italiano que tem uma estrada romana

Em 2014, obras realizadas para a construção do prédio do restaurante revelaram uma descoberta arqueológica impressionante, que foi incorporada ao estabecimento

Isabela Barreiros, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 03/03/2021, às 15h28

A estrada romana incorporada ao McDonald's
A estrada romana incorporada ao McDonald's - Divulgação/Superintendente de Arqueologia de Roma

Em 2014, um terreno estava sendo escavado no povoado de Frattocchie, na Itália, para a construção de um edifício, mais especificamente um McDonald's. No entanto, durante as obras, uma descoberta arqueológica impressionante foi feita: uma parte de uma antiga estrada romana foi encontrada a apenas 19 quilômetros do centro de Roma. 

Não foi a primeira — e não será a última vez — que construções ou artefatos arqueológicos notáveis foram identificados durante a preparação de terrenos para obras, especialmente na Itália, que abrigou, ao longo dos anos, civilizações importantes. Na maioria das vezes, essa descoberta faz com que os trabalhos sejam interrompidos.

Mas, nesse caso em específico, a situação foi bem diferente. Conforme relatou o The New York Times em 2017, o McDonald's de Marino tomou uma decisão inédita: eles iriam incorporar o elemento antigo no prédio do estabelecimento. 

Alfonsina Russo, superintendente de arqueologia do Ministério da Cultura, contou em entrevista ao jornal que a descoberta “foi uma surpresa”. “Decidimos com o McDonald's proteger e promover este importante site, que de outra forma teria caído novamente no esquecimento”, disse.

Crédito: Divulgação/Superintendente de Arqueologia de Roma

 

De fato, caso o governo ou alguma iniciativa de arqueologia não demonstre interesse em estudar as descobertas feitas, elas provavelmente serão enterradas novamente. De acordo com Russo, “é melhor protegê-los do que deixá-los expostos, quando não é possível cuidar adequadamente deles”. Para ela, “a terra protege, o homem destrói”.

“A arqueologia está constantemente trazendo à luz testemunhos do passado que precisam ser documentados de maneira rigorosa, mas nem sempre podem ser devidamente preservados”, lamentou.

Caso o McDonald's não tivesse decidido incorporar a estrada romana ao seu prédio, ela poderia ter sido colocada embaixo da terra de novo. Os responsáveis pelo estabelecimento investiram, na época, cerca de € 300 mil, o que, atualmente, vale mais ou menos R$ 2 milhões.

Descoberta arqueológica

De acordo com os pesquisadores envolvidos nas escavações, o trecho da estrada descoberto no terreno do fast food era uma espécie de apêndice, uma passagem lateral, que vinha de uma grande propriedade ou até mesmo uma vila. Seu destino era a Via Ápia, uma grande via romana que foi construída em 312 a.C. 

A partir da análise do local, os especialistas também sugeriram que a estrada foi usada por centenas de anos. A via em questão foi construída entre o segundo e o primeiro século a.C., mas, entre o segundo ou terceiro século d.C. provavelmente foi abandonada.

Durante as escavações, foram encontrados ainda três esqueletos do sexo masculino que estavam próximos de telhas feitas de terracota. Eles foram identificados no que era considerado o bueiro da estrada. 

Impressionantemente, tudo isso pode ser observado no vilarejo italiano. A estrada segue por aproximadamente 44 metros ao lado do estabelecimento conhecido por seus hambúrgueres, mas sua galeria com telhado de vidro está separada do prédio em questão. 

A importante representação do passado, preservada pela unidade do restaurante fast food, está na galeria onde qualquer pessoa pode observá-la — até mesmo quem não vai comprar nada no McDonald's. É uma impressionante maneira de preservar o passado ao mesmo tempo que se constrói edifícios no presente.


+Saiba mais sobre arqueologia por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

Arqueologia, de Pedro Paulo Funari (2003) - https://amzn.to/36N44tI

Uma breve história da arqueologia, de Brian Fagan (2019) - https://amzn.to/2GHGaWg

Descobrindo a arqueologia: o que os mortos podem nos contar sobre a vida?, de Alecsandra Fernandes (2014) - https://amzn.to/36QkWjD

Manual de Arqueologia Pré-histórica, de Nuno Ferreira Bicho (2011) - https://amzn.to/2S58oPL

História do Pensamento Arqueológico, de Bruce G. Trigger (2011) - https://amzn.to/34tKEeb

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W