Matérias » Bizarro

A saga das pessoas que ganharam na loteria e foram amaldiçoadas

Eles viram suas vidas mudarem completamente ao conseguirem uma alta quantia de dinheiro — mas para o pior

Isabela Barreiros Publicado em 04/08/2020, às 16h29

Imagem ilustrativa de um jogo de loteria
Imagem ilustrativa de um jogo de loteria - Pixabay

Ganhar na loteria pode parecer um sonho para muitas pessoas. Conseguir muito dinheiro por um simples golpe de sorte poderia resolver todos os seus problemas. No entanto, para algumas pessoas que conseguiram realizar esse feito, a verdade é que suas dificuldades estavam apenas começando.

Existem diversos casos em que o dinheiro obtido pela loteria poderia até mesmo ser considerado “maldito”. Muitos não conseguem administrar o alto valor e acabam perdendo tudo em itens desnecessários e até mesmo em situações ilegais.

Andrew Jackson Whittaker Jr., mais conhecido como Jack Whittaker, por exemplo, ganhou uma quantia avaliada em US $ 314,9 milhões na loteria multi-estados Powerball, em 2002. O estadunidense obteve o maior jackpot já conquistado em um único bilhete premiado na história da loteria dos Estados Unidos. Muita sorte. Ou não.

Sorte no jogo, azar na vida

Whittaker não era um jogador regular da loteria. Após ganhar, o milionário cedeu 10% de seus lucros para instituições de caridade cristãs. Ele doou, ainda, US $ 14 milhões para criação da Fundação Jack Whittaker, uma ONG.

Mas os problemas começariam em 5 de agosto de 2003, pouco menos de um ano após o acontecimento que mudou a vida do americano para sempre. Naquele dia, bandidos arrombaram seu carro enquanto estava estacionado em um clube de strip em Cross Lanes, na West Virginia. Eles levaram US $ 545.000 em dinheiro físico que ficava dentro de uma mala que o homem carregava com frequência.  

As adversidades na vida do homem não se limitaram a perdas monetárias. Em setembro do mesmo ano, o namorado de sua neta foi encontrado morto na casa do milionário. Ele teria morrido devido a uma overdose. Três meses depois, a própria neta, Brandi Bragg, de 17 anos, foi encontrada morta na casa de um amigo. Segundo a polícia, o corpo estava embrulhado em uma lona plástica e havia sido jogado dentro de uma van.

Roubos, processos vindos de cassinos, morte da sua filha Ginger Whittaker Bragg, incêndio de sua mansão luxuosa (sem seguro) fizeram com que muitos considerassem o dinheiro da loteria como quase uma maldição para Whittaker.

Mente vazia, oficina do diabo

Imagem ilustrativa de pessoa preenchendo bilhete da loteria / Crédito: Wikimedia Commons

 

Em 2005, a britânica Louise Gough ganhou na loteria o equivalente a cerca de R$ 30 milhões. Mas não foi ela quem enlouqueceu devido a quantidade de dinheiro, e sim seu marido, Keith. Ele decidiu que iria curtir a vida; saiu do emprego, realizou sonhos (como alugar um camarote para assistir ao Aston Villa), comprou uma mansão e passou a ficar entediado.

A mente vazia fez com que ele mudasse completamente. Mas para o mal. Gough se tornou alcoólatra, principal causa do futuro divórcio com a real ganhadora da loteria. Ele foi mandado para uma clínica de reabilitação, mas lá um vigarista fez com que ele investisse em várias situações que não deram em nada. Ele morreu devido a um ataque cardíaco, causado pelo estresse e pelo álcool, em 2010.  

Resolução dos problemas?

Em 1988, o Jackpot da Pensilvânia estava acumulado em pouco mais 32 milhões de dólares, o segundo maior valor da história da loteria do estado. O estadunidense William “Bud” Post III, decidiu jogar, e, milagrosamente, ganhou, junto com um grupo de 16 funcionários de um laboratório de Pittsburgh.

A vida de William estava cheia de problemas: ele perdeu a mãe cedo, trabalhou em diversos empregos informais e ainda acabou preso por emitir cheques inválidos. Parecia que, finalmente, as coisas dariam certo para ele. Mas isso se provou mentira.

Pouco depois de receber o primeiro pagamento da loteria, ele já havia gastado cerca de 300 mil do montante de 497.953,47 dólares. Além de investimentos, ele também gastou em itens desnecessários e imensamente luxuosos. Os gastos exorbitantes continuaram. Tanto que, em apenas três meses, suas dívidas já passavam da barreira do meio milhão de dólares.

Seu irmão invejava o seu dinheiro e até mesmo contratou um assassino de aluguel para mata-lo. O plano não chegou ao fim, e ele acabou sendo preso. William ainda teve problemas com a então namorada, casou-se sete vezes, foi preso acusado de disparar em um homem com uma espingarda e, no final de tudo isso, ainda morreu falido. Em 2006, ele sobrevivia graças a um vale-refeição e uma ajuda de custo de 450 dólares mensais.


+Saiba mais sobre o tema por meio de grandes obras disponíveis na Amazon: 

Guia Prático Das Loterias Do Brasil, de Edson Oliveira Dos Santos e Edson Oliveira (2019) - https://amzn.to/2BfidFW

O garoto da loteria, de Michael Byrne (2017) - https://amzn.to/2ADyswO

Direito das loterias: Conceitos e aspectos jurídicos, de Roberto Brasil Fernandes (2019) - https://amzn.to/2YDNScj

Os Segredos Das Loterias, de Fernando Moreira (2019) - https://amzn.to/2UJZEks

O poder do pensamento matemático: A ciência de como não estar errado, de Jordan Ellenberg (2015) - https://amzn.to/2C1TC83

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W