Matérias » Brasil

Xuxa e Marlene Mattos: uma amizade de décadas que acabou em processo na Justiça

Durante 18 anos, apresentadora e a diretora formaram uma dupla que marcaram época na TV brasileira, porém, o fim da união ficou marcado por declarações polêmicas e desentendimentos

Fabio Previdelli Publicado em 15/04/2021, às 17h00

Marlene Matos abraçada com Xuxa
Marlene Matos abraçada com Xuxa - Divulgação

Conforme noticiou mais cedo a equipe do site do Aventuras na História, a ex-diretora Marlene Mattos registrou um boletim de ocorrência contra a apresentadora Xuxa Meneghel, com quem formou uma parceria de sucesso por quase duas décadas.  

O processo, que foi aberto na 42ª DP, no Recreio dos Bandeirantes, na zona oeste do Rio de Janeiro, foi motivado pelas declarações da apresentadora à revista Veja, no dia 27 de janeiro deste ano, quando disse que foi “roubada, enganada, usada e manipulada” por Marlene.  

"O juizado que vai dar andamento neste processo, não tem muitos detalhes neste momento para passar", declarou o advogado de Mattos, Luiz Mário, ao UOL. 

As acusações de Xuxa 

Na entrevista em questão, a apresentadora foi questionada se levou muitos golpes antes de assumir o controle de sua carreira. Xuxa não hesitou ao responder que poderia ser duas ou três vezes mais rica do que é. 

Xuxa e Marlene e fotos mais atuais/ Crédito: Wikimedia Commons/Divulgação

 

"Fui tudo o que as pessoas imaginam: enganada, usada, manipulada, roubada. Quando falo disso, vem logo a imagem da Marlene, mas não foi só ela. Insisto em dizer que confiei demais em todas as pessoas próximas a mim. Fui passada para trás por coreógrafo, maquiador, fotógrafo. Digo sem vergonha que fui inocente, boba, burra mesmo", afirmou Meneghel

Além da entrevista à Veja, a apresentadora também já comentou sobre o assunto em um bate-papo no Instagram que teve com o jornalista Luis Erlanger. Na ocasião, Xuxa disse que era um fantoche da empresária, mas afirmou que sabia de tudo o que acontecia com sua carreira, dizendo que o rompimento das duas se deu por conta de divergências relacionadas a projetos destinados ao público infantil.  

“Eu era um fantoche, mas porque eu quis, porque eu deixei. Fui deixando cada vez mais minha vida na mão dela. Minha vida particular, pessoal e profissional. As coisas se juntavam e estava tudo na mão dela. Ela era diretora, manager, empresária... Teve um momento, como todos sabem, que meu interesse era trabalhar com programa infantil e ela já não acreditava mais nisso", explicou. 

O sucesso de Xuxa e Marlene 

A parceria entre a diretora e a apresentadora aconteceu muito antes da loira fazer o sucesso que teve na televisão brasileira. Na primeira metade dos anos 1980, Mattos ainda trabalhava na extinta TV Manchete quando Xuxa começou a ganhar os holofotes por conta de seu relacionamento com Pelé.  

Nesta mesma época, como aponta matéria do Terra, a loira assinou um contrato com a Ford Models, uma das maiores agências de modelos dos Estados Unidos. Assim, aos 20 anos, Meneghel recebeu seu primeiro convite para apresentar um programa infantil: o Clube da Criança, na Manchete.  

Conciliando suas funções como apresentadora e modelo, Xuxa teve que escolher apenas uma das carreiras quando recebeu um ultimato da agência. Como todos sabem, a loira acabou optando por continuar em frente as telinhas.  

Seu sucesso foi tão grande que, em 1986, foi contratada pela Rede Globo para comandar o Xou da Xuxa — que passou a ser dirigido por Marlene, em definitivo, no ano seguinte. Logo, a loira se tornou um verdadeiro sucesso entre as crianças, conquistando o título de “Rainha dos Baixinhos”.  

Xuxa e Pelé juntos em praia na capa da revista Manchete / Crédito: Divulgação / Manchete

 

“Quando eu conheci a Xuxa, ela era namorada de um famoso, mas isso não era suficiente para transformá-la no ícone que se transformou. Ela não era atriz, cantora, apresentadora, nem humorista… a profissão dela era modelo. Ela queria apresentar programas para crianças”, recorda Marlene em entrevista à Veja, em 2018.  

“Tudo foi trabalho, mas era difícil explicar!”, continua. “Deu! Muito trabalho! E foi necessário também ter muita dedicação, determinação, renúncia e foco. Nada disso seria possível com mimimi, até porque eu não acredito em mimimi… parece coisa de gente molenga, o que eu, definitivamente, não sou. Fizemos muitas coisas juntas, nunca ninguém vai poder dizer que eu disse que fiz sozinha. Sempre disse que foi um ‘encontro marcado da fome com a vontade de comer.’” 

Marlene pulso firme 

Uma das maiores responsáveis pelo sucesso da loira era Marlene, que tomava as decisões criativas dos programas. Porém, paralelamente a isso, ela também era conhecida por seu rigor em excesso. “Admito que, por vezes, fui exagerada. É que eu sempre quis que ela fosse a melhor de todas”, diz Mattos à Veja.  

Quem também se recorda da Marlene linha dura são as pessoas que trabalharam com ela, como as Paquitas — as assistentes de palco de Xuxa. Segundo relatam, a diretora chegava a interferir em suas vidas pessoais, as impedido de engordar e até mesmo de namorar, para que não perdessem o foco no trabalho.  

Em entrevista ao programa Melhor Pra Você, em 2015, a ex-Paquita Cátia Paganote relembrou de um desses momentos, dizendo que Mattos chegava a fazer uma “inspeção” pedindo para que as assistentes, o que incluía meninas de 10 anos, ficassem apenas de calcinha para que pudesse ser conferido se elas não estavam “acima do peso”. 

Xuxa ao lado de Marlene durante gravação/ Crédito: Divulgação/ Globo


No mesmo ano, quando participou do Reallity ‘A Fazenda’, Andreia Sorvetão — que também foi assistente de Xuxa —, revelou que a convivência com a diretora era algo muito difícil. “Se você fizesse algo de errado, a primeira coisa que ela fazia era pressão psicológica. A verdade foi essa. Tipo, dizia: ‘está pensando que você é o quê? Vou te substituir, hein? Você acha que é insubstituível?’”. 

O auge de Xuxa  

Após comandar alguns programas internacionais no começo dos anos 1990, como relembra matéria da Folha, a ‘Rainha dos Baixinhos’ chegou a figurar na lista das 40 celebridades mais ricas do planeta, segundo levantamento da Revista Forbes.  

Porém, em 1992, o Xou da Xuxa chegou ao fim, depois de exatos 2 mil programas, conforme relembra memorial da Rede Globo. Posteriormente, ele chegou a apresentar um programa dominical destinado às famílias, mas a atração ficou no ar por poucos meses. 

Em 1994, a apresentadora retornou com tudo à frente do Xuxa Park, voltando suas atenções ao público infantil. Tudo isso sob tutela de Marlene, como sempre aconteceu. Três anos depois, passou a comandar o Planeta Xuxa, que era exibido aos sábados e tinha como alvo os adolescentes.  

Neste mesmo ano, grande parte dos holofotes se virou para a apresentadora por outro grande acontecimento: sua gravidez. Considerada uma das gestações mais midiáticas da televisão, o nascimento de Sasha foi destaque em grandes veículos, como o Jornal Nacional, como aponta matéria da Veja. Para se ter uma ideia da proximidade entre Xuxa e Marlene naquela época, a diretora foi convidada para ser madrinha de batismo da filha que a loira teve com Luciano Szafir, como explica matéria divulgada no Notícias da TV, do UOL. 

O impactante término 

A carreira das duas seguia a todo vapor até o fatídico ano de 2001, quando um acidental incêndio atingiu as gravações do Xuxa Park. Com isso, o programa acabou sendo cancelado pela Rede Globo, como relembra matéria publicada pela equipe do site do Aventuras na História em janeiro, quando o episódio completou 20 anos. 

A partir disso, a relação entre as duas começou a se estremecer. Tudo teve início porque Marlene acreditava que Xuxa deveria desenvolver um projeto dedicado ao público adulto, o que ia na contramão do pensamento da loira, que se via consagrada com o público infantil, segundo o Notícias da TV.  

Assim, em junho de 2002, as duas anunciaram o rompimento definitivo da parceria que perdurou longos 18 anos. Porém, logo as acusações começaram.  

O momento do incêndio/ Crédito: Divulgação/ Youtube

 

Quando saiu da Globo e foi para a Record, em 2015, a apresentadora revelou para Rodrigo Faro que o rompimento aconteceu pois estava cansada de ser “controlada” por Marlene. “Sempre tinha alguém atrás de mim, que falava por mim. Ela escolhia a roupa que eu ia usar, dizia o que eu deveria falar… Decidi me libertar e, na época, avisei: ‘A Barbie agora fala'”. 

Já em 2018, em entrevista à revista Caras, da Argentina, Xuxa levantou a possibilidade de que Mattos havia lhe roubado, afirmando se sentir “usada e abusada” por nunca saber quanto realmente recebia com os programas e pelo fato de que seu dinheiro era administrado pela diretora.  

A reposta de Marlene 

Com a repercussão que as declarações de Meneghel tomaram, Marlene se defendeu em entrevista à Veja. “Não me abalei porque tenho a minha consciência tranquila”, disse ao ser indagada sobre como recebeu as declarações da antiga companheira. “Eu não pegava em dinheiro, eu assinava contratos e cheques e, às vezes, dependendo do valor, ela assinava junto”. 

“Para ser justa com a Xuxa do passado, saber, ela sabia, sim”, retrucou sobre a declaração de que a apresentadora não sabia quanto ganhava. “Ela sempre gastou muito, mas não ficava perguntando o que ganhou. O fato é que: o que ela queria, ela nunca deixou de ter. E isso custava dinheiro que sempre veio do trabalho, prospectado por mim e realizado por nós”. 

Fotografia de Marlene Mattos e Xuxa durante programa na Globo / Crédito: Divulgação/ Globo

 

“Preciso fazer justiça com a Xuxa com a qual trabalhei: ela sempre foi generosa com a família, com o social, gostava de comprar imóveis e não economizava nas produções e superproduções de shows. Ela também gastava com viagens e investimentos no fortalecimento da imagem criada como ‘Rainha dos Baixinhos’. Imagem essa que hoje ela renega”, continuou.  

Quando lhe perguntada sobre o motivo da Meneghel ter feito tais afirmações depois de tanto tempo, ela foi enfática: “Essa Xuxa de hoje, que parece ter perdido a receita do sucesso, eu não conheço! Essa que está recorrendo ao passado porque seu presente é incerto e não tem nada de coerente eu também não conheço… Logo, difícil saber as razões. A Xuxa que eu conheço ficou lá atrás… mas você consegue vê-la ainda no YouTube! Está tudo lá!”.  

Sobre as acusações de roubo ela foi rápida e direta. “Xuxa que prove que eu a roubei. Sempre fui discreta e vou continuar sendo. Não quero fazer desse momento um evento”, concluiu. 


+Saiba mais sobre a Xuxa por meio de grandes obras disponíveis na Amazon: 

Memórias, de Xuxa Meneghel (2020) - https://amzn.to/35EVss1

Maya: bebê arco-íris, de Xuxa Meneghel (2020) - https://amzn.to/35CI5sk

25 Anos Transformando Histórias. Fundação Xuxa Meneghel, de Xuxa Meneghel (2015) - https://amzn.to/2Hb1bfD

Xuxa Em O Misterio De Feiurinha, de Pedro Bandeira e Xuxa Meneghel (2009) - https://amzn.to/2K7BIEX

O dia em que quase namorei a Xuxa eBook Kindle, de Wellington Soares (2020) - https://amzn.to/3kBcw6h

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W