Matérias » Bizarro

Yuba County Five: o inexplicável desaparecimento de cinco homens deficientes

Em 1978, o grupo de amigos foi assistir um jogo de basquete na Califórnia. Eles nunca mais foram vistos com vida e o caso segue um mistério até hoje

Pamela Malva Publicado em 30/03/2020, às 21h30

Os cinco homens desaparecidos
Os cinco homens desaparecidos - Divulgação/Youtube

Quando filhos saem para se divertir, os pais costumam ficar nervosos com sua segurança, mesmo que os jovens saibam cuidar de si mesmos. Afinal, casos de desaparecimentos em cenários cotidianos são os mais comuns.

Esse, com certeza, era um dos medos dos familiares dos Garotos, um grupo composto por cinco homens de Yuba City, na Califórnia. No caso deles, entretanto, existia um fator agravante: todos os cinco tinham leves deficiências mentais.

Bill Sterling, Jack Huett, Ted Weiher, Jack Madruga e Gary Mathias eram muito amigos. Haviam se conhecido na Organização Getaway para deficientes intelectuais e tinham entre 24 e 32 anos. 

Apaixonados por basquete — todos faziam parte dos Getaway gators, time da instituição — eles decidiram assistir um jogo universitário na California State University, em Chico. Com a permissão dos pais, os cinco saíram no dia 24 de fevereiro de 1978. 

Jornal da época noticiando o desaparecimento dos cinco homens / Crédito: Divulgação

 

O jogo de basquete

No dia do jogo, os cinco viajaram no Mercury Montego 1969 turquesa de Jack Madruga. Amante de carros, o homem não tinha nenhuma deficiência leve e conseguia dirigir com tranquilidade.

Por mais que os cinco realmente tivessem transtornos leves, suas famílias sempre disseram que eles estavam perfeitamente aptos para fazer uma viagem sozinhos. Foi por isso que poucos pais se opuseram ao plano dos amigos.

Uma vez na universidade, os cinco homens assistiram ao jogo e acompanharam a partida com animação. Quando o último apito tocou, eles voltaram ao carro e começaram a dirigir de volta para casa.

Em determinado momento do trajeto, decidiram parar em um posto de gasolina para comprar lanches, chocolates e refrigerantes. Depois disso, voltaram ao Montego de Madruga e nunca mais foram vistos com vida.

Imagem meramente ilustrativa da floresta onde eles foram encntrados / Crédito: Divulgação

 

Um carro, uma testemunha

No dia seguinte ao jogo, as famílias dos homens perceberam sua demora e notificaram a polícia. Alarmados pelo desaparecimento misterioso, os oficiais investigaram cada centímetro do o caminho feito pelos amigos, mas nada foi encontrado.

Em alguns dias, entretanto, um policial florestal ligou para a polícia, para relatar um carro abandonado na Floresta Nacional de Plumas. Quando foram investigar, os oficiais encontraram o Montego 69 usado pelos cinco amigos no dia do jogo.

O carro estava em perfeitas condições, coberto por neve, em uma estrada sinuosa da reserva florestal. O local, cercado por montanhas e uma floresta densa, ficava a 110 quilômetros de distância da universidade onde o jogo de basquete ocorreu.

A polícia, então, tinha uma primeira prova, que estudaram com afinco. Para os investigadores, o estado no qual o carro foi encontrado era a parte mais curiosa. Por estar em uma estrada, era de se esperar que o veículo estivesse um pouco danificado.

Imagem meramente ilustrativa de um Mercury Montego 1969, o mesmo modelo do carro de Madruga / Crédito: Divulgação

 

A partir do perfeito estado do Montego, os oficiais começaram a acreditar que não era Madruga quem estava dirigindo o carro naquela noite. Mas alguém que conhecia o caminho muito bem, e conseguiria conduzir o veículo sem um arranhão.

Sem muitas provas, a polícia passou um bom tempo acreditando que o frentista do posto de gasolina tinha sido o último a ver os cinco amigos juntos. No entanto, Joseph Schons, de 55 anos, apareceu, com novas pistas e um testemunho confuso.

Segundo o homem, ele teria dirigido até a floresta para planejar um acampamento com a família e teve um ataque cardíaco. Enquanto esperava por ajuda, viu um grupo de cinco homens caminhando pela floresta, acompanhados de uma mulher. De repente, a polícia tinha o nome da última pessoa a ver os cinco amigos juntos.

Jornal da época noticiando a descoberta do corpo de Jack Huett / Crédito: Divulgação

 

A investigação e as descobertas

Após 100 dias de buscas policiais frustradas, um grupo de motociclistas encontrou um trailer abandonado na floresta a 30 quilômetros do carro de Madruga. Curiosos, entraram no veículo e encontraram um corpo enrolado em lençóis. Era Ted Weiher, coberto por 8 camadas de cobertores.

Dois dias mais tarde, os oficiais encontraram os restos de Bill Sterling e Jack Madruga na floresta, a 13 quilômetros do Montego 69. Jack Huett foi encontrado pouco tempo mais tarde, também morto. Todos eles, com exceção de Sterling — que não teve a causa da morte determinada —, foram vítimas de complicações causadas pelo frio.

A cada corpo, mais perguntas surgiam. A pior delas, que os investigadores não poderiam ignorar, era sobre o paradeiro de Gary Mathias, que nunca foi encontrado, vivo ou morto. Até hoje, os policiais não conseguem responder a nenhuma das questões e, no final, o caso foi arquivado por falta de provas.


+Saiba mais sobre o tema através das obras abaixo, disponíveis na Amazon

Madeleine: O desaparecimento de nossa filha e a incessante busca por ela, Kate Mccann (2011) - https://amzn.to/2O1cd7C

O Que Aconteceu Com Annie, de C. J. Tudor (2019) - https://amzn.to/2tLz3Jy

25 Mistérios Que Nunca Foram Resolvidos (eBook) - https://amzn.to/2vrHeeo

Sem Pistas (um Mistério de Riley Paige – Livro 1) (eBook) - https://amzn.to/30YhnX7

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/3b6Kk7du