Vitrine » Personagem

Amante oficial: as polêmicas de Katharina Schratt, a imperatriz sem coroa

A atriz se tornou confidente do imperador Franz Joseph, que teve o apoio de sua esposa Elisabeth, rainha da Hungria

Victória Gearini Publicado em 30/05/2020, às 17h45

Atriz Katharina Schratt, em 1900
Atriz Katharina Schratt, em 1900 - Wikimedia Commons

Katharina Schratt foi uma atriz austríaca que se tornou confidente e amante do imperador da Áustria Franz Joseph, e consequentemente ficou conhecida como a imperatriz sem coroa. 

Nascida no dia 11 de setembro de 1853, em Baden bei Wien, a atriz de origem austríaca sempre demonstrou interesse pela dramaturgia. No entanto, seus pais não a apoiavam e, por isso, a mandaram para um colégio interno. Aos 17 anos, foi autorizada a ter aulas de teatro em Viena, que mais tarde lhe proporcionaram sua primeira estreia em sua cidade natal.

Dos teatros a realeza

Em 1872, Schratt  se tornou atriz da companhia de teatro Royal Court Theatre, com sede em Berlim. No entanto, poucos meses depois, ingressou no City Theatre, o que lhe rendeu o papel principal na nova companhia e prestígio na área. 

Pintura de Katharina Schratt feita por Heinrich von Angeli / Crédito: Wikimedia Commons

 

Já em 1879, a jovem se casou com o magnata e consular Baron Miklós Kiss de Ittebe, com quem teve um filho chamado Anton. No entanto, a relação durou pouco tempo e logo o casal se separou. Cerca de um ano depois, Schratt foi convidada a se apresentar para o czar Alexandre III da Rússia, no castelo de Kremsier.

O imperador austríaco Franz Joseph encantou-se imediatamente pela sua beleza, e logo a atriz se tornou sua amante. Na época, o imperador era casado com Elisabeth, rainha da Hungria. No entanto, acredita-se que sua esposa tenha incentivado o relacionamento entre Schratt e Joseph. 

Em 1898, Elisabeth foi brutalmente assassinada, permitindo que o imperador e a atriz assumissem a relação. Após o falecimento do primeiro marido, a atriz herdou um palácio de três andares. Além disso, Joseph pagou todas suas dívidas de jogos e lhe presenteou com duas mansões. O casal permaneceu junto durante 34 anos, até a morte de Joseph, em 1916. 

Schratt ao lado do imperador Franz Joseph, em 1910 / Crédito: Wikimedia Commons

 

Momentos finais 

Após a morte de seu amado, a imperatriz sem coroa passou o resto de seus anos de vida em completa solidão em seu palácio no Anel Kärntner. Durante a década de 30, Schratt foi duramente perseguida pela imprensa, que sempre a procurava para esclarecer o controverso relacionamento dela com o imperador austríaco. 

Em seus últimos anos de vida, a atriz dedicou-se a religião, visitando com frequência o túmulo do imperador Franz Joseph e da imperatriz Elisabeth. Ativista pelas causas dos animais, Schratt chegou a doar, ainda, parte de sua fortuna para abrigos. 

Embora sua carreira de atriz tenha sido curta, ela se consagrou como uma das maiores atrizes austríacas, deixando um grande legado para a dramaturgia do país. Devido a complicações geradas pela idade, Katharina Schratt veio a falecer em 1940, aos 86 anos. Seus restos mortais foram enterrados no Cemitério Hietzing, em Viena.


+Saiba mais sobre o tema por meio de grandes obras disponíveis na Amazon: 

Os Reis Taumaturgos: Estudo sobre o caráter sobrenatural do poder régio na França e na Inglaterra, de Marc Bloch (2020) - https://amzn.to/2Wtf2D4

Monarquia e Conservadorismo. Excepcionalismo Brasileiro, de Marcelo Hipólito (2017) - https://amzn.to/2zl9EsY

Da Monarquia à República: Momentos Decisivos, de Emilia Viotti Da Costa (2010) - https://amzn.to/2XvdVSA

Monarquia, de Dante Aliguieri (2017) - https://amzn.to/2XmTxmk

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W