Ben-Hur: Épico de conversão

Vencedor de 11 Oscars, Ben-Hur conta a história de um judeu transformado por Jesus

Fred Linardi Publicado em 01/06/2008, às 00h00 - Atualizado em 23/10/2017, às 16h36

Aventuras na História
Aventuras na História - Arquivo Aventuras

Exausto, o escravo Judah Ben-Hur cai no chão arenoso de um vilarejo. Ele não consegue se levantar, e sente a morte se aproximando. É quando um homem se aproxima com uma caneca de água. O guarda romano tenta impedir o gesto, mas é paralisado pelo olhar do estranho. Neste momento, Judah é salvo pela água oferecida por ninguém menos que Jesus de Nazaré. Anos depois, Cristo está a caminho do Calvário com a cruz sobre o ombro. Ben-Hur devolve a gentileza e força a passagem entre os guardas para dar de beber ao messias. Entre esses dois encontros, Judah passa por um longo processo de revolta contra o Império Romano, que acaba se transformando em aceitação dos gestos pacíficos de Jesus. Ele, sua mãe e sua irmã se tornam adeptos de primeira hora do cristianismo. É como se, na figura dessas três pessoas, o Antigo Testamento bíblico fosse incorporado pelo Novo.

Publicada em 1880 com o nome Ben Hur, essa história fictícia de conversão se tornou um grande sucesso literário, só superado em 1936 pelo romance ... E o Vento Levou. Escrito pelo general americano Lew Wallace (1827-1905), o livro rendeu uma peça de teatro, que ficou em cartaz de 1899 a 1919, e dois filmes mudos, um em 1907 e outro em 1925. Mas foi em 1959 que esse enredo entrou para a história em um dos maiores épicos do cinema. Com Stephen Boyd no papel de Messala, inimigo de Judah Ben-Hur, e Charlton Heston (que morreu em abril deste ano) encarnando o personagem-título, Ben-Hur arrematou 11 Oscars, número de prêmios que só seria igualado duas vezes (em 1997, por Titanic, e em 2004 por O Senhor dos Anéis – As Duas Torres).

Dirigido por William Wyler, Ben-Hur custou 15 milhões de dólares. Foram usados 100 mil trajes, 8 mil figurantes e 300 cenários. Sozinha, uma única cena, a da famosa corrida de bigas em que os dois inimigos se enfrentam, precisou de três meses para ficar pronta, e foi filmada em um dos maiores sets já feitos, com 73 mil metros quadrados de área. Para garantir o realismo, foram construídas 18 bigas. O resultado não fica devendo nem mesmo para as grandes produções modernas, com todos os seus efeitos especiais.

Ben-Hur

Distribuição: Warner