Dedo do Cairo: Dedão artificial

Ciência quer provar que prótese egípcia é a mais antiga

Rodrigo Cavalcante Publicado em 01/09/2007, às 00h00 - Atualizado em 23/10/2017, às 16h36

Aventuras na História
Arquivo Aventuras

Uma equipe da Universidade de Manchester, no Reino Unido, espera provar que o “Dedo do Cairo”, o artefato de madeira e couro encontrado no pé de uma antiga múmia egípcia e datado entre 1069 e 664 a.C., é a mais antiga prótese funcional do mundo. Para isso, eles vão ter que testar uma réplica dela em voluntários que não tenham o dedão do pé direito para verificar se, além da função estética, o artefato ajudou de fato seu dono a caminhar. Atualmente, a prótese funcional mais antiga conhecida era uma perna de bronze romana de 300 a.C. que foi destruída em Londres durante a Segunda Guerra.