Curiosidades » Egito

Brincadeira com fundo de verdade: O dia em que o presidente do Egito foi posto ‘à venda’ no eBay

No ano de 2016, os opositores de Abdel Fattah al-Sisi usaram uma frase do político para ironizá-lo, tornando o assunto um dos mais comentados nas redes na época

Penélope Coelho Publicado em 29/01/2021, às 07h00

Fotografia de Abdel Fattah al-Sisi
Fotografia de Abdel Fattah al-Sisi - Wikimedia Commons

No ano de 2013, o nome do discreto Abdel Fattah al-Sisi surgiu com força na mídia. No Egito, o então general, ministro da Defesa e chefe das Forças Armadas do país, se tornou uma peça chave na derrubada de Mohamed Morsi, o primeiro presidente eleito democraticamente no Egito.

Foi assim que o homem nascido em 19 de novembro de 1954, no Cairo, assumiu a presidência do país, em 2014. Desde então, o político passou a ser alvo de críticas e protestos por parte da população egípcia. Com repressão considerável, o regime de Fattah envolve prisão, tortura, desaparecimento e violência contra aqueles que o criticam.

Para seus opositores, as medidas tomadas em seu regime indicam que o presidente tem o objetivo de transformar o Egito em uma ditadura, com a junção das forças armadas, o apoio de religiosos e conservadores. Além dessa problemática, outro fator no governo de al-Sisi gera preocupação: a situação da economia do país, que enfrenta alta inflação e desempregos.

No ano de 2016, em meio à crise econômica do Egito, o presidente afirmou que se fosse possível ele “se venderia” para poder pagar a dívida do país. Pensando nisso, a população não perdeu tempo e usou a frase do egípcio como uma maneira de ironizar seu mandato, através da internet.

Protestos contra Morsi, em junho de 2013 / Crédito: Wikimedia Commons

 

Vendendo o presidente

De acordo com uma reportagem publicada em 25 de fevereiro de 2016, pelo Diário de Notícias de Portugal, surgiu na plataforma de vendas on-line eBay, um anúncio no mínimo peculiar.

“Por favor, solicite já para ajudar o Egito a recuperar a sua independência política e econômica”, dizia a propaganda que anunciava a ‘venda’ do presidente do Egito, Abdel Fattah al-Sisi.

Na ocasião, o político foi colocado à venda na internet, obviamente de maneira ilustrativa, pelos opositores de seu governo. Os oponentes aproveitaram a frase do homem para criticar seu regime de maneira irônica.

O anúncio informava que Abdel era uma mercadoria ‘sem valor’ e que os interessados na tal compra poderiam pagar o preço que considerassem mais justo pela aquisição.

Obviamente, a brincadeira fez sucesso: centenas de pessoas anunciaram o interesse pela compra do ‘produto’ e o suposto preço do presidente chegou a ultrapassar U$ 100 mil dólares no eBay.

Na época, o vendedor responsável pelo anúncio chegou a até mesmo responder algumas perguntas de possíveis 'compradores' interessados em Fattah al-Sisi. Quando questionado se o ‘produto’ já havia sido usado, o anunciante afirmou que a mercadoria estava ligeiramente usada pelos antigos proprietários, referindo-se às famílias reais do Golfo.

Abdel Fattah al-Sisi como Ministro da Defesa no ano de 2013 / Crédito: Wikimedia Commons

 

Consequências

Algumas horas depois do anúncio de venda ser colocado na internet, a página retirou a 'compra' do presidente egípcio do ar. E como era de se esperar, o político virou meme no Twitter.

Na mesma época, ele havia pedido para população doar uma quantia em libra para ajudar a situação econômica do país, a junção da suposta 'venda' no eBay e do pedido de al-Sisi, foram assuntos muito comentados nas redes sociais na época.

O presidente, por sua vez, usou a brincadeira para enfatizar seu poder. De acordo com uma reportagem da BBC, na ocasião, o homem veio a público para pedir que a população “não dê ouvidos a ninguém” além dele. Na preocupante frase, Abdel continuou a promessa de construir o país até “o fim da sua vida”.


+Saiba mais sobre o tema através de importantes obras disponíveis na Amazon:

O Egito Antigo, Ciro Flamarion Cardoso (1982)https://amzn.to/2mUip74

Religião e Magia no Antigo Egito, Rosalie David (2011) - https://amzn.to/2nT5Ngi

O Egito dos Grandes Faraós, Christian Jacq (2007) - https://amzn.to/2n35mjD

Egito Antigo, Sophie Desplancques (2009) - https://amzn.to/2oCfCjr

Tesouros do Egito, Francesco Tiradritti (2000) - https://amzn.to/2n34L1l

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/3b6Kk7du