Curiosidades » Personagem

O casal eternizado na imprensa brasileira: a relação entre Senna e Adriane Galisteu

Em 1993, o premiado piloto de Fórmula 1 conheceu a então modelo, com quem namorou durante marcantes 18 meses

Pamela Malva Publicado em 01/05/2021, às 08h00

Ayrton Senna e Adriane Galisteu em psicina
Ayrton Senna e Adriane Galisteu em psicina - Divulgação/Revista Caras

Em seus 34 anos de vida, Ayrton Senna sempre foi muito focado em carros e em pistas de corrida, ele tinha pouco tempo para relacionamentos e só assumiu cinco relações tidas como mais ‘sérias’.

Do casamento de oito meses com Lílian de Vasconcellos Souza, ele revelou um amor com a jovem Adriane Yasmin. Em seguida, ele engatou curtas relações com Xuxa Meneghel e Cristine Ferraciu.

Contudo, poucos meses antes do fatal acidente que tirou sua vida há 27 anos, Senna se envolveu com a então modelo Adriane Galisteu. Do namoro, surgiu uma das relações mais repercutidas pelos jornais brasileiros dos anos 1990.

Fotografia de Adriane com Ayrton Senna / Crédito: Acervo Pessoal/Adriane Galisteu

 

Vida pessoal

Apaixonado pelo automobilismo desde muito pequeno — aos três anos ele já posava para fotos enquanto dirigia carros de brinquedo —, Senna não dava tanta importância para seus relacionamentos quanto outros pilotos com a mesma idade.

 

Em 1993, contudo, Ayrton sentiu que estava tirando um grande peso de seus ombros. Naquele ano, logo depois de competir no aclamado GP do Brasil, o piloto teria conhecido a bela e talentosa Adriane Galisteu, durante uma festa em uma danceteria de São Paulo.

Os dois se apaixonaram rapidamente e, em um primeiro momento, mantiveram o namoro em segredo. Logo em seguida, contudo, quando os pombinhos revelaram a relação e se tornaram um dos mais famosos casais do país.

Adriane Galisteu e Ayrton Senna durante jantar de gala / Divulgação/YouTube/everything everything/25.12.2020

 

Dois mundos

Aos 20 anos, Adriane decidiu abandonar a carreira de modelo para acompanhar o ritmo do seu novo amor. “Eu era a menina que morava na Lapa e que de repente estava jantando com celebridades em Mônaco”, lembrou ela, em entrevista ao UOL Esporte em 2014.

O namoro durou cerca de curtos, mas apaixonados, 18 meses. Na época, inclusive, Senna chegou a oferecer 5 mil dólares por fotografias sensuais de Adriane que a modelo tinha feito antes de começar o namoro. Conhecido de Juca Kfouri, o então diretor da Playboy, o piloto conseguiu as imagens sem maiores conflitos.

Ayrton Senna e Adriane Galisteu durante viagem / Crédito: Divulgação/Revista Caras

 

Teorias e polêmicas

O grande problema é que, enquanto o casal parecia feliz entre quatro paredes, os fãs do piloto começaram a questionar a verdadeira intenção de Adriane. Para muitos, a ex-modelo estava se relacionando com Senna apenas para conquistar seu próprio holofote.

"Eu carrego essa história como um orgulho pra mim. Dos melhores aos piores momentos. Quando as pessoas falam isso, eu digo que nunca montei barraquinha pra vender coisa dele. Eu vendi (um livro sobre ele) para sobreviver a minha história do lado dele, e não vão tirar isso. Eu vivi com ele", explicou Galisteu ao veículo.

Naquele dia 1º de maio de 1994, inclusive, Adriane estava bastante preocupada com o destino de Senna na fatídica competição. “Aquela corrida não era para ter acontecido”, narrou ela, lembrando do dia em que tudo mudou, em entrevista ao UOL Esporte.

Ayrton e Galisteu em viagem turística / Crédito: Divulgação/Revista Caras

 

Medo, angústia e saudade

Conforme repercutido pelo UOL Esportes, Adriane se lembra de que, naquele dia, pouco depois de pedir que Senna não competisse, levando uma bronca do companheiro, ela pensou que a batida que viu na televisão não era diferente das demais. A jovem só recebeu a triste notícia horas mais tarde, em um inesquecível telefonema com Braga, o então patrocinador de Ayrton.

“Ele tinha três sonhos que morreu sem realizar: conhecer a Disney , correr na Ferrari e ter um filho. Eram tão simples para um campeão mundial”, lembrou Adriane, que, após a morte do namorado, publicou Caminho das Borboletas, um livro sobre sua relação com Senna.

“Me sinto privilegiada por ter convivido um ano e meio com ele e ver o quão ele era especial”, finalizou a apresentadora, ainda em entrevista ao UOL. “Ele era um homem jovem e alegre dentro de casa. Não podemos deixar a história dele acabar.”


+Saiba mais sobre Ayrton Senna por meio das obras disponíveis na Amazon:

Ayrton Senna: Uma Lenda a Toda Velocidade: Uma Jornada Interativa, Christopher Hilton (2009) - https://amzn.to/2W9cKHD

Dossiê Michel Vaillant - Ayrton Senna, Lionel Froissart (2014) - https://amzn.to/3f5aYA8

Ayrton Senna: A trajetória de um mito, Lionel Froissart (2014), eBook -https://amzn.to/3f6D7Xl

A Paixão de Senna, Rui Pelejão (2014), eBook - https://amzn.to/2YhgyJJ

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W