Curiosidades » Curiosidades

O enigma por trás do iceberg que afundou o Titanic

Identificar qual foi o verdadeiro pedaço de gelo que ocasionou o naufrágio em 1912 ainda gera dúvida

Vanessa Centamori Publicado em 24/06/2020, às 16h50 - Atualizado às 16h51

A icônica cena do filme Titanic (1997)
A icônica cena do filme Titanic (1997) - Divulgação/Paramount Pictures

O navio RMS Titanic tinha fama de "inafundável". No entanto, o destino, nesse quesito, teve uma ironia bastante cruel — logo na viagem de inauguração a partir de Southampton, Inglaterra, em 14 de abril de 1912, um iceberg provou que as milhares de chapas de aço da embarcação eram sim afundáveis.

O saldo resultante: o naufrágio e a morte de mais de 1,5 mil pessoas, que jamais chegaram até a cidade de Nova York, mas sucumbiram nas águas do Atlântico. Tudo, em grande parte, por culpa do frio protagonista dessa mórbida narrativa. Mas, um ponto-chave do iceberg ainda permanece desconhecido: sua verdadeira identidade. 

Suposto iceberg que afundou o Titanic, fotografado pelo chefe de serviço do navio SMS Prinz Adalbert /Crédito: Wikimedia Commons 

 

Suspeito número um 

Há duas principais especulações que revelam a identificação do gigante de gelo. São elas uma dupla de fotos, que supostamente mostram o iceberg culpado. A primeira delas foi à leilão em 2015, por entorno de R$70 mil, mesmo não se tendo certeza se era ou não a massa congelada que atingiu o Titanic.

Pode ser que seja apenas outra geleira que estava por perto quando o real vilão se chocou com o navio. No entanto, há pistas que apontam para uma veracidade. Para começar, o bloco de gelo fotografado foi realmente visto pelo chefe de serviço do navio SMS Prinz Adalbert, que passou pelo local do naufrágio no dia seguinte, 15 de abril de 1912.

O funcionário, inclusive, foi quem tirou a foto da geleira, que tinha uma mancha vermelha estranha, possivelmente causada pelo casco do Titanic. E, em uma mensagem, o chefe de bordo do SMS Prinz Adalbert escreveu sobre o momento em que a fotografia foi tirada.

"O desastre do Titanic ainda não era conhecido por nós. De um lado, a tinta vermelha era claramente visível, e parece ter sido causada pela raspagem de uma embarcação no iceberg", registrou o funcionário do navio, que era contemporâneo ao icônico transatlântico. 

Icerbeg que pode ser o que foi responsável pelo naufrágio do RMS Titanic, tirada pelo capitão De Carteret /Crédito: Divulgação/US Department of Homeland Security 

 

Segundo suspeito 

Outra foto, que também pode ser o bloco de gelo que atingiu o RMS Titanic, foi mencionada em um estudo, co-produzido pelo pesquisador Grant Bigg, da Universidade de Sheffield, na Inglaterra. A imagem foi feita pelo capitão William De Carteret, que pilotou outra embarcação na época do naufrágio, a SS Minia. 

A fotografia faz parte dos arquivos da Guarda Costeira dos Estados Unidos. As dimensões do iceberg registrado na imagem foram analisadas e corresponderam perfeitamente com os tamanhos descritos pelos sobreviventes do RMS Titanic. Para se ter uma ideia, o tamanho do bloco congelado era de 120 m por 30 m.

"Pessoalmente, acho que a foto de Carteret é a candidata mais provável", comentou o pesquisador que estudou a fotografia do iceberg, ao site Live Science. Segundo a publicação, o especialista constatou também que é provável que o enorme gelo que naufragou o Titanic tenha sido importado das geleiras do sul da Groenlândia.

Controvérsias 

Por mais verídicos que possam ser os palpites sobre as duas massas de gelo fotografadas, ainda não se sabe se alguma das fotos é do legítimo responsável pelo naufrágio do emblemático navio operado pela White Star Line. O RMS Titanic navegou em águas gélidas logo quando havia também alguns outros perigos. 

Justamente naquela primavera de 1912, registros da guarda costeira dizem que aquele foi um ano médio em riscos para gelo flutuante perigoso. Mesmo que o número não seja incomumente alto para o que é comum no Atlântico, ainda assim, há opções consideráveis para um iceberg culpado. 108 anos após o naufrágio, a dúvida ainda fica: afinal, quem foi o gigante de gelo que afundou o navio "inafundável"?


+Saiba mais sobre o Titanic por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

Titanic: a história completa, de Philippe Masson (2011) - https://amzn.to/3bw1ZFM

Titanic: A Verdadeira e Trágica História e os Atos de Heroísmo de Seus Passageiros, de Rupert Matthews (2014) - https://amzn.to/2VMYOmI

Monte o Titanic 3D, de Eni Carmo de Oliveira Rodrigues, Valentina Manuzzato e Valentina Facci (2018) - https://amzn.to/2RXTdJ6

Titanic: Voices from the Disaster (Edição Inglês), de Deborah Hopkinson (2012) - https://amzn.to/3cFxtcY

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W