Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Curiosidades / Argentina

Por que os argentinos chamam o 13º salário de aguinaldo?

Em dezembro, argentinos recebem a segunda parcela do 'aguinaldo'; entenda a etimologia da palavra e a origem da tradição!

Fabio Previdelli

por Fabio Previdelli

fprevidelli_colab@caras.com.br

Publicado em 07/12/2023, às 18h00

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Imagem ilustrativa - Pixabay
Imagem ilustrativa - Pixabay

Javier Milei só será empossado presidente da Argentina no próximo sábado, 10, entretanto, desde o fim de novembro ele já se desentende com governadores das províncias do país por questões econômicas. 

Isso complica o pagamento dos salários e do aguinaldo", declarou. 
Javier Milei/ Crédito: Getty Images

Aguinaldo, porém, não se trata de uma pessoa em específico, mas sim do modo como os argentinos chamam o 13º salário. Na nação vizinha, o aguinaldo é pago em duas parcelas — sendo a segunda delas agora no final do ano. 

Para contextualizar, na ocasião, conforme noticiou o G1, Milei havia discutido com os governadores para eles manterem as contas do país em ordem. "Cortem outros gastos", mas evitem mexer nos salários e no "aguinaldo", disse o futuro líder do país. 

+ Admirador de Trump e defensor da posse de armas de fogo: Quem é Javier Milei

Mas, a grande questão que fica é: afinal, por que os argentinos chamam o 13º de aguinaldo?

A etimologia da palavra

Antes de mais nada, é preciso explicar que o termo aguinaldo, inclusive em seu uso moderno, não se refere exclusivamente a uma retribuição econômica. Segundo a Real Academia Espanhola (RAE), por exemplo, o primeiro registro do termo o define como "presente que se dá no Natal ou na festa da Epifania". 

Em relação a sua etimologia, existem algumas variações. De acordo com o National Geographic da Espanha, aguinaldo seria derivado da frase em latim 'Hoc in Anno', que significa "este ano". 

O portal mexicano Equilibrium, por sua vez, atribui que, além da expressão em latim, o termo também é combinado com a frase celta 'au gui l´an neuf' (ou 'quando há visco, há ano novo'), ou seja, a forma como as crianças imploraram por caridade aos druidas durante as celebrações do Solstício de Inverno — quando os sacerdotes celtas comemoravam o renascimento da natureza; esperando que ela fosse gentil com os homens.

Desta forma, 'au gui l´an neuf' seria um pedido por 'eguinad' ou 'equinand' — termo usado pelos celtas na tradição da troca de presentes durante o Solstício de Inverno; que acontece todos os anos na quinzena final de dezembro. 

Sendo assim, o termo se espalhou entre franceses e espanhóis na época e foi adotado para se referir a tradicional troca de presentes natalinos. Por isso, agora, é usado em países de língua espanhola para se referir ao costume. 

Imagem ilustrativa/ Crédito: Pixabay

Como já dito, aguinaldo não se refere exclusivamente a uma retribuição econômica. No México, por exemplo, o termo, além do pagamento extra de final de ano, também é usado para nomear os saquinhos de doces dados às crianças nas Festas da Posada.

A tradição 

A respeito da tradição do aguinaldo também existem algumas indefinições. O National Geographic da Espanha aponta que pode ter sido iniciada pelos romanos através de Tito Tácio, rei dos Sabinos, que faleceu em 740 a.C.. 

Tácio teria desenvolvido o hábito de recolher ramos de pinheiro de uma floresta para dar aos seus parentes e conhecidos para comemorar o final do ano. Mais tarde, os ramos foram substituídos por presentes mais valiosos.

Há também a versão de que, antes da invasão romana na Península Ibérica, os Celtas já seguiam a crença de que os melhores votos para o próximo ciclo se manifestariam graças ao ato de presentear. Por isso, a tradição consistia em trocar tâmaras e frutas secas em sinal de gratidão e bons presságios durante o final do ano. 

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!