Curiosidades » Cultura

Voto feminino no Brasil: obra revela os bastidores dessa conquista histórica

Escrito por Teresa Cristina de Novaes Marques, o livro resgata a luta feminina pelos direitos iguais na política institucional

Victória Gearini Publicado em 08/03/2021, às 11h04

Primeiras eleitoras do Brasil
Primeiras eleitoras do Brasil - Wikimedia Commons

Garantido pela legislação brasileira, o voto feminino no Brasil foi oficialmente introduzido, ao sistema eleitoral, no dia 24 de fevereiro de 1932. A luta por essa conquista teve início ainda no século 19, antes mesmo da proclamação da República, quando diversas sufragistas lutaram e deram suas vidas em prol da causa.

Segundo o Código Eleitoral Provisório de 1932, na época, qualquer cidadão maior de 21 anos, tinha direito ao voto, independente do sexo biológico. Contudo, em 1928, a professora Celina Guimarães Viana já havia usufruído desse direito, mas teve seu voto anulado pela Justiça. 

[Colocar ALT]
Voto feminino no Brasil, de Teresa Cristina de Novaes Marques / Crédito: Divulgação / Edições Câmara

Antes do decreto de 1932, outras mulheres já haviam contribuído politicamente, como foi o caso da educadora Leolinda Daltro, que no início do século 20 fundou o primeiro partido feminino do Brasil, inspirada no sufragismo inglês. 

Essas e outras histórias sobre o protagonismo feminino na política são apresentadas na obra Voto feminino no Brasil, da renomada historiadora e professora Teresa Cristina de Novaes Marques. Lançado em 2018 pela Edições Câmara, o livro resgata a trajetória completa de importantes nomes que revolucionaram a história do país. 

Bertha Lutz, Celina Guimarães, Josefina Álvares de Azevedo, Júlia Barbosa, Leolinda Daltro e Nísia Floresta, são algumas das ilustres personagens que lutaram pelos direitos das mulheres, impactadando a história do país e que foram amplamente homenageadas nesta memorável obra.

Com ilustração de Fabrizia Posada, a obra apresenta, ainda, a força e personalidades marcantes de mulheres que inspiraram gerações futuras de militantes. Além disso, aborda os debates do Poder Legislativo sobre a participação de mulheres na política institucional.

Disponível na Amazon, em formato Kindle, Voto feminino no Brasil trata-se de um importante material histórico sobre a luta de gênero na política, que até hoje é pautada pelos movimentos sociais.


+Saiba mais sobre esta e outras obras relacionadas ao tema disponíveis na Amazon:

Voto feminino no Brasil, de Teresa Cristina de Novaes Marques (2018) - https://amzn.to/2ObB9MS

O que mudou 89 anos após a conquista do voto feminino, de Regra dos Terços e Wanessa Alves (2021) - https://amzn.to/3bPg1E7

Mulheres na luta, de Marta Breen e Jenny Jordahl (2019) - https://amzn.to/3qMaFj0

Avante, Mulheres!, de Olympe de Gouges (2020) - https://amzn.to/3qQGnf6

Mulher Deve Votar?, de Monica Karawejczyk (2019) - https://amzn.to/37IAtF4

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W