Notícias » Brasil

230 milhões de novas doses da vacina contra Covid-19 serão entregues até o fim de julho

A expectativa é que novos contratos para compra dos imunizantes aconteçam ainda essa semana

Redação Publicado em 18/02/2021, às 10h17

General Pazuello
General Pazuello - Wikimedia Commons

De acordo com informações publicadas pelo portal de notícias G1, na última quarta-feira, 17, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, fez novas afirmações sobre a entrega de doses da vacina contra a Covid-19.

Segundo revelado na publicação, durante uma reunião virtual com governadores, organizada pelo governador do Piauí, Wellington Dias do PT, Pazuello assegurou que 230,7 milhões de doses de vacinas contra o novo coronavírus serão entregues até 31 de julho.

Na reunião, além da discussão sobre doses, o ministro também falou da possibilidade de novos contratos para efetuar compras do imunizante. De acordo com o ministério da Saúde, é possível que novos acordos aconteçam ainda nesta semana.

Já a revelação do novo cronograma leva em conta negociações para a compra de vacinas produzidas pela Rússia e Índia. Contudo, os imunizantes em questão não foram aprovados pela Anvisa até o momento.

Sabe-se que para março no Brasil, são aguardadas 18 milhões de doses da vacina produzida pelo Instituto Butantan, além de mais 16,9 milhões de doses do imunizante da Oxford/AstraZeneca.

Atualmente, Pazuello é investigado por sua conduta na crise do Amazonas em meio à pandemia. O ministro é alvo de um inquérito que averigua se o homem foi omisso, ou não, durante as adversidades enfrentadas pelo Estado.