Notícias » Crimes

276 alunas raptadas na Nigéria retornam sãs e salvas

O sequestro durou quatro dias no total

Ingredi Brunato, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 02/03/2021, às 15h56

Imagem meramente ilustrativa de uma sala de aula
Imagem meramente ilustrativa de uma sala de aula - Divulgação / Pixabay

Segundo divulgado pela AFP, as 279 estudantes que foram raptadas de um colégio interno da Nigéria na semana passada foram retornadas em segurança nesta manhã de terça-feira, 2. 

Em Gusau, a cidade onde o crime ocorreu, foi realizada uma cerimônia em homenagem às jovens. "São 279 e nenhuma está ausente. Agradecemos a Deus pelo retorno de vocês”, comentou Bello Matawalle, o governador de Zamfara, estado onde fica Gusau, durante o evento comemorativo. Sua fala foi repercutida pelo UOL. 

O sequestro das adolescentes, que tinham idades entre 12 e 16 anos, durou quatro dias no total, e as deixou exaustas.

Isso porque, de acordo com Hafsat Umar Anka, uma das alunas abduzidas, os sequestradores as fizeram andar por horas. "Algumas estavam com tantas dores nas pernas que tivemos que carregá-las”, comentou a jovem, ainda segundo o UOL. 

A Nigéria tem precisado lidar com ataques cada vez mais frequentes a seus colégios na última década, com muitos envolvendo o rapto de centenas de estudantes. O objetivo dos grupos criminosos por trás dos ataques é exigir dinheiro e armas como preço pelos resgates.