Notícias » Alemanha

Alemanha anuncia novo centro de inteligência para combater futuras pandemias

Em parceria com a OMS, o projeto revelado por Angela Merkel deve preparar as nações para eventuais crises sanitárias

Pamela Malva Publicado em 05/05/2021, às 15h30 - Atualizado às 16h08

Fotografia de Angela Merkel em evento oficial
Fotografia de Angela Merkel em evento oficial - Getty Images

Durante coletiva de imprensa realizada nesta quarta-feira, 05, Angela Merkel anunciou a criação de um novo centro de inteligência para o combate de futuras pandemias, tudo em parceria com a Organização Mundial da Saúde (OMS), segundo o UOL.

De acordo com a chanceler da Alemanha, um dos mais importantes ensinamentos trazidos pela pandemia do Coronavírus foi a ideia de que uma grande crise, seja ela social, econômica ou sanitária, só pode ser combatida através do trabalho em conjunto entre as nações e as muitas entidades globais.

Muito por isso, Merkel revelou que uma de suas expectativas para o projeto é que o centro de inteligência permita a colaboração de "parceiros de todo o mundo" na elaboração de ferramentas e tecnologias para combater futuras pandemias.

Por fim, o ministro da Saúde da Alemanha, Jens Spahn, concordou com a urgência de se criar um plano que irá preparar os países para eventuais crises. Ainda na coletiva ele afirmou que o "momento de atuar contra as próximas pandemias é agora".

Sobre a Covid-19

De acordo com as últimas informações divulgadas pelos órgãos de saúde, atualmente, o Brasil registra mais de 14 milhões de pessoas infectadas, e as mortes em decorrência da doença já chegam em 411.854 em todo o país.  

Em 1º de dezembro de 2019, o primeiro paciente apresentava sintomas do novo coronavírus em Wuhan, epicentro da doença na China, apontou um estudo publicado na revista científica The Lancet em fevereiro deste ano.  

De lá pra cá, a doença já infectou mais de 155 milhões de pessoas ao redor do mundo, totalizando mais de 3,2 milhõesde mortes. Enquanto isso, cerca de 616 milhões de pessoas em todo o planeja já foram vacinadas contra a doença.