Notícias » Arqueologia

Arqueólogos descobrem restos de santuário helenístico associado a poema de Homero

Uma das inscrições do local, com construção estimada entre os séculos 3 e 2 a.C., há um termo local presente na obra do autor grego

Wallacy Ferrari, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 30/11/2021, às 10h22

Imagem em plano geral da estrutura encontrada
Imagem em plano geral da estrutura encontrada - Ministério da Cultura e Esportes da República Helênica

Um grupo de arqueólogos realizavam escavações perto do porto de Agiokampos, na Grécia, quando localizou uma série de evidências de elementos arquitetônicos, desde restos de um possível edifício, pedestais e ferramentas de ferro, como pontas de flechas, pregos, anéis e moedas de bronze.

Ao resgatarem o material, a equipe liderada pelo pesquisador Nektaria Alexiou encontrou vestígios de um possível santuário helenístico confeccionado entre os séculos 3 e 2 a.C. com alabastro e outras pedras locais.

O local teria sido edificado na beira do Monte Mavrovouni, mas chamou atenção por uma inscrição ainda mais específica, que se manteve íntegra ao longo dos séculos em um azulejo.

Parte da estrutura com características helenísticas / Crédito: Ministério da Cultura e Esportes da República Helênica

 

O item tem "MELIVOIAS" escrito, que é associado pelos pesquisadores com a Magnesia Melivoia (também chamada de Meliboea ou Meliboia), cidade antiga citada no poema grego 'Ilíada’, de Homero, que descreve a pólis da antiga Tessália como um dos locais que o exército aqueu passou durante a navegação para Troia, como informa o portal Heritage Daily.

Os pesquisadores, agora contando com o auxílio do Ministério da Cultura e Esportes da República Helênica, continuarão na região explorando o local para possíveis achados, enquanto parte das evidências são deslocadas para análise laboratorial par catalogação e datação dos itens.