Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Estados Unidos

Atentado em hospital de Tulsa tinha médico cirurgião como alvo

Responsável pelo ataque, Michael Lewis estava em busca de profissional que o operou; entenda!

Fabio Previdelli Publicado em 02/06/2022, às 17h02

Carros de polícia em frente ao hospital em Tulsa, nos EUA - Divulgação / Departamento de Polícia de Tulsa
Carros de polícia em frente ao hospital em Tulsa, nos EUA - Divulgação / Departamento de Polícia de Tulsa

Na última quarta-feira, 1, conforme relatado pela equipe do site do Aventuras na História, um homem entrou armado em um hospital em Tulsa, no estado norte-americano de Oklahoma, e matou quatro pessoas antes de tirar a própria vida. 

Um dia depois do ataque, a polícia de Tulsa deu mais detalhes sobre o atentado. De acordo com as autoridades, a intenção do sujeito, identificado como Michael Lewis, era atingir um médico em específico. 

O motivo seria que Lewis o culpava por sentir dores após ter sido submetido a uma cirurgia. As informações foram passadas pelo chefe de polícia local Wendell Franklin, em entrevista coletiva, segundo a Reuters. 

O atentado

O atentado ocorreu em uma unidade do Sistema de Saúde St. Francis. Na ocasião, Michael Lewis invadiu o local portando uma arma AR-15. Além das quatro pessoas que foram mortas, outras ficaram feridas. Franklin ainda relatou que Lewis deixou uma carta no local informando suas motivações.