Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Atentado suicida

Atentado suicida deixa ao menos 52 mortos em comemoração de aniversário de Maomé

Caso ocorreu nesta sexta-feira, na província paquistanesa de Baluchistão

por Giovanna Gomes

ggomes@caras.com.br

Publicado em 29/09/2023, às 07h35

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Ambulância no local onde ocorreu o atentado nesta sexta-feira - Divulgação/vídeo/Youtube/BBC
Ambulância no local onde ocorreu o atentado nesta sexta-feira - Divulgação/vídeo/Youtube/BBC

Um atentado suicida na província paquistanesa de Baluchistão resultou na morte de pelo menos 52 pessoas nesta sexta-feira, 29, de acordo com informações das autoridades locais.

Mais cedo, o ministro do Interior da província, Zubair Jamali, relatou: "Vinte e cinco pessoas morreram e mais de 80 ficaram feridas, incluindo 20 que estão em condição crítica". No entanto o número de mortos, infelizmente, mais do que dobrou desde então.

O ataque ocorreu durante uma procissão que marcava o aniversário do profeta Maomé, uma celebração amplamente aceita no Paquistão, embora seja questionada por algumas pessoas por considerarem-na uma inovação injustificável.

Abdul Razzaq Sasoli, funcionário do governo do distrito de Mastung, descreveu o incidente, explicando que a procissão, com centenas de participantes da Mesquita de Medina, foi alvo de um homem-bomba ao chegar à rodovia de Al Falah. As informações são da agência de notícias AFP.

Procissões para Maomé

Anualmente, mesquitas e edifícios governamentais são decorados com luzes, e procissões são organizadas para comemorar o nascimento do principal profeta do Islã.

Em um evento semelhante em 2006, durante uma procissão de muçulmanos sunitas na cidade de Karachi, pelo menos 50 pessoas foram mortas por um homem-bomba.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!