Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Família Real Britânica

Biógrafo da Família Real revela plano para explicar que George será rei um dia

O filho de 9 anos de Kate Middleton e o príncipe William deverá ser acostumado a entender a importância da função

Éric Moreira, sob supervisão de Wallacy Ferrari Publicado em 02/07/2022, às 10h06

Kate Middleton e príncipe Harry com seu filho, príncipe George, com pouco menos de um ano - Getty Images
Kate Middleton e príncipe Harry com seu filho, príncipe George, com pouco menos de um ano - Getty Images

O príncipe George, futuro sucessor do trono, completará 9 anos ainda neste mês, no dia 22. No entanto, apesar de ainda ser bem novo, o garoto já reconhece sua posição na hierarquia e sabe que, um dia, vai se tornar o rei do Reino Unido. Mas como será que é para uma criança descobrir algo assim?

Robert Lacey, biógrafo da Família Real, revelou recentemente como foi arquitetado o plano de Kate Middleton e príncipe William para contar ao filho mais velho alguns detalhes de como será seu futuro, de acordo com o portal de notícias Terra.

William não revelou ao mundo como e quando ele trouxe a grande notícia para o seu filho. Talvez, algum dia, o próprio George conte essa história. Mas por volta do sétimo aniversário do menino, no verão de 2020, acredita-se que seus pais entraram em mais detalhes sobre o que a futura vida de 'serviço e dever' do pequeno envolverá", escreveu Robert Lacey em nova versão de seu livro 'Battle of Brothers' — que retrata e explica desentendimentos entre William e Harry.
Rainha Elizabeth II, príncipe George, príncipe William e princesa Charlotte
Rainha Elizabeth II, príncipe George, príncipe William e princesa Charlotte / Getty Images

Método pedagógico

Para que o momento pudesse ocorrer, William e Kateprecisaram pensar estrategicamente. Ambos se sentaram com o filho em um momento "controlado de sua escolha" para que pudessem conversar sobre. O casal queria ter essa conversa com o filho ainda jovem, para que não acontecesse de ele descobrir sozinho e, assim, cair em um tipo de ciclo confuso — trauma vivido por William.

Por isso, Robert Lacey ainda complementa, apontando que a decisão está diretamente ligada à "infelicidade de William com o modo casual como todo o negócio do seu destino real zumbiu em sua cabeça desde o início". E acrescenta afirmando que "os preparativos para a formação do rei devem começar ainda neste ano. Acredita-se que o menino receberá lições semelhantes às que seu pai e a bisavó, a rainha Elizabeth, tiveram".