Notícias » Esportes

Bisneto de Benito Mussolini estreia pela equipe sub-19 da Lazio

Torcedores da equipe biancoceleste são conhecidos por fazerem apologia ao fascismo e ao Il Duce

Fabio Previdelli Publicado em 03/02/2021, às 09h59

Uma foto rara de Mussolini
Uma foto rara de Mussolini - Domínio Público

Romano Floriano Mussolini, bisneto do ditador italiano Benito Mussolini, subiu recentemente para a equipe sub-19 da Lazio. Aos 18 anos, o jogador, que atua como lateral direito, já fez duas partidas pelo time. Antes disso ele fazia parte do elenco sub-18 dos biancocelestes. As informações foram repercutidas pelo UOL

Romano é filho da ex-senadora e ex-deputada Alessandra Mussolini; e também é sobrinho-neto da atriz Sophia Loren, que é irmã de sua avó Maria Scicolone — viúva de Romano Mussolini, quarto filho de Il Duce.  

Nas duas partidas que disputou pelos laziales, o lateral usou seus dois sobrenomes na escalação. Segundo declarações de sua mãe à agência italiana Adnkronos, não há o risco do sobrenome do filho ser “instrumentalizado”. 

"É um tema do qual prefiro ficar fora. Meu filho não quer nenhuma intromissão em sua vida e suas coisas", declarou. 

Atual sexta colocada do campeonato italiano, a Lazio já enfrentou polêmicas em relação a seus torcedores organizados, que em algumas ocasiões expuseram faixas ou proferiram cânticos que fazem apologia ao fascismo e a Benito — especialmente a extinta Irriducibili, que recentemente teve sua sede apreendida pela polícia da Itália.  

Sobre Mussolini

Benito Mussolini nasceu em 29 de julho de 1883, na pequena vila Dovia di Predappio. Filho do ferreiro socialista Alessandro Mussolini e da professora Rosa Maltoni, o jovem foi fortemente influenciado pelos pais: já na juventude, tornou-se militante socialista e, como formação, optou pelo magistério.

Seduzido pela vertente revolucionária socialista, tornou-se editor do jornal La Lotta di classe (A Luta de Classes) em 1910. No ano de 1914, com a entrada da Itália na Primeira Guerra Mundial, fundou o periódico Il Popolo d’Italia, de tendência ultranacionalista, o que lhe custou a expulsão do Partido Socialista.

Diante da insatisfação italiana após o fim da contenda, Mussolini chamou o povo à luta contra os partidos de esquerda, que teriam sido responsáveis pela sua queda.

Instaurando-se como único no poder, deu início ao Fascismo e transformou seu governo numa ditadura. Em 1945, após o fim da Segunda Guerra, foi fuzilado por membros da resistência e teve seu corpo exposto em praça pública.