Notícias » Brasil

Bolsonaro fala sobre o Carnaval: 'Por mim, não teria'

O presidente se mostrou preocupado com a possibilidade da economia "quebrar de vez" caso haja nova piora da pandemia

Redação Publicado em 25/11/2021, às 16h57

Imagem meramente ilustrativa de Bolsonaro durante vídeo gravado para a COP 26
Imagem meramente ilustrativa de Bolsonaro durante vídeo gravado para a COP 26 - Divulgação/Ministério do Meio Ambiente

O presidente Jair Bolsonarofez uma transmissão ao vivo através de suas redes sociais nesta quinta-feira, 25, em que falou sobre diversos assuntos, incluindo o Carnaval de 2022 e como isso se relaciona com a pandemia de covid-19. 

"Por mim, não teria Carnaval. Só que tem um detalhe: quem decide não sou eu. Segundo o Supremo Tribunal Federal, quem decide são os governadores e os prefeitos", afirmou o político, de acordo com as informações repercutidas pelo r7. 

Bolsonaro apontou que, em 2021, a festa teve impactos negativos para o país. "As consequências vieram. Chegamos a 600 mil óbitos", lembrou. 

Ele também alegou que os responsáveis por decidir realizar ou não o último Carnaval haviam sido os governadores e prefeitos, assim lavando suas mãos em relação à situação. 

"Alguns tentaram imputar a mim essa responsabilidade [os 600 mil óbitos]. Não tenho culpa disso. Não estou esquivando, nem apontando outras pessoas. É uma realidade, é uma verdade. Todo o trabalho de combate à pandemia coube aos prefeitos e aos governadores. O que coube a mim? Mandar recursos", defendeu-se. 

Por fim, o presidente expressou preocupação em relação ao futuro da economia brasileira no caso de um novo surto de covid-19. 

"Estou vendo que alguns países da Europa estão retomando medidas de lockdown. Se tiver outro lockdown no Brasil, em estados e municípios, vai quebrar de vez a economia", ponderou Bolsonaro, ainda conforme o veículo.