Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Invocação do Mal

Casa que inspirou 'Invocação do Mal' é vendida por valor surpreendente

Residência que inspirou 'Invocação do Mal' é conhecida por ter sido local onde eventos paranormais teriam acontecido nos anos 1970

Redação Publicado em 31/05/2022, às 09h58

Imagem da casa presente no filme 'Invocação do Mal' (2013) - Divulgação/Warner Bros. Pictures Brasil
Imagem da casa presente no filme 'Invocação do Mal' (2013) - Divulgação/Warner Bros. Pictures Brasil

Uma residência conhecida por ter supostamente sido palco de eventos sobrenaturais nos anos 1970, que foram retratados no filme “Invocação do Mal” (2013) foi vendido a um valor 27% maior do que o solicitado pelos seus donos.

A casa, localizada em Rhode Island, nos Estados Unidos, a 40 minutos de distância da pequena cidade Providence, foi comprada pelo preço de US$ 1,5 milhão, o equivalente a R$ 7,2 milhões, segundo a cotação atual.

A compra pôde ser feita apenas a partir de duas exigências dos proprietários: a de não morar no imóvel “para a proteção do próprio comprador"; e a de manter a casa com seu atual propósito de visitação.

De acordo com o Wall Street Journal, repercutido pelo portal F5, curiosos podem reservar a residência e passar a noite no local para investigar as supostas atividades paranormais que continuam acontecendo ali.

História da casa

Na década de 1970, a família Perron afirmou ver entidades na residência e, inclusive, ser atacada por elas enquanto viva na casa. Eles decidiram chamar o casal de paranormais Ed e Lorraine Warren para ajudá-los — que são retratados também no filme.

Em “Invocação do Mal”, os dois são interpretados por Patrick Wilson e Vera Farmiga e a casa, no entanto, é outra. O imóvel verdadeiro foi comprado por outro casal de investigadores paranormais, Jenn e Cory Heinzen, em 2019.

Os dois a obtiveram por US$ 439 mil, o mesmo que R$ 2 mi na cotação de hoje, e pediram US$ 1,2 mi, cerca de R$ 5,6 mi para repassar a casa mal-assombrada para outras mãos. Eles receberam dez propostas de compra durante o processo.