Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Ondas gigantes

Casamento é interrompido no Havaí por ondas gigantes: ‘Aniquilou mesas e cadeiras’

Ondas com mais de seis metros de altura vêm atingindo a costa sul do Havaí

Redação Publicado em 19/07/2022, às 10h00

Convidados de casamento observam ondas gigantes na costa sul do Havaí - Divulgação/Youtube/Guardian News
Convidados de casamento observam ondas gigantes na costa sul do Havaí - Divulgação/Youtube/Guardian News

Ondas gigantes, que chegam a mais de seis metros de altura, vêm atingindo a costa sul do Havaí desde o último final de semana, danificando residências e empresas, enchendo rodovias e, inclusive, destruindo casamentos.

Uma cerimônia que aconteceria na noite do último sábado, 16, teve que ser interrompida após um conjunto de grandes ondas inundar a região onde ocorreria o casamento. Mesas e cadeiras foram arremessadas contra os convidados, relataram testemunhas.

"Foi simplesmente enorme", disse Sara Ackerman, que estava presente no evento. “Eu estava filmando e então ele veio por cima da parede e aniquilou completamente todas as mesas e cadeiras.”

"Não era como uma situação de risco de vida de forma alguma", acrescentou ao jornal The Guardian. “Foi tipo, 'Oh meu Deus... o que vamos fazer? Onde vamos colocar as mesas?”'

Segundo a convidada, tudo aconteceu cerca de cinco minutos antes do casamento começar. Embora as ondas tivessem arruinado a organização, os recém-casados conseguiram trocar os votos e tudo foi arrumado depois.

“Fizemos a cerimônia e foi lindo, com todo o spray (do mar). O oceano era realmente selvagem. Então foi ótimo para as fotos”, afirmou Ackerman.

Ondas gigantes no Havaí

Segundo o Serviço Nacional de Meteorologia do Havaí, as ondas estão acontecendo devido a uma combinação de uma forte ondulação vinda do sul, com marés altas e um aumento no nível do mar geralmente ligado às mudanças climáticas.

“Ondas acima de 3,66 ou 4,57 m, essas se tornam extremamente grandes e muito raras de se ter”, explicou Chris Brenchley, meteorologista do Serviço Nacional de Meteorologia em Honolulu. “É o maior em várias décadas.”