Notícias » Arqueologia

Cientistas encontram dentes do maior megalodon que já existiu

Com 24 milhões de anos, os fósseis foram descobertos em uma espécie de berçário, onde os tubarões adultos criavam seus bebês

Pamela Malva Publicado em 20/10/2020, às 15h30

Pesquisadora com um dente em mãos e, ao lado, a foto de um tubarão branco
Pesquisadora com um dente em mãos e, ao lado, a foto de um tubarão branco - Divulgação/Robert Boessenecker/Wikimedia Commons

Há cerca de 24 milhões de anos, durante o final do período Oligoceno, os enormes megalodons reinavam nos oceanos. Hoje, dentes de tubarões bebês da mesma espécie intrigam cientistas, apresentando novos fatos sobre o antigo animal.

Foi na cidade de Summerville, na Carolina do Sul, que paleontólogos encontram 87 dentes do C. angustidens, uma variação do megalodon. Segundo os especialistas, via Live Science, o local serviu como uma espécie de berçário para os filhotes de tubarão.

Acontece que, naquela época, até mesmo os pequenos megalodons eram grandes demais para alguns ambientes. Assim, os adultos escolhiam uma área reservada, cheia de presas fáceis para criar seus filhotes, permitindo seu desenvolvimento completo.

Alguns dos dentes encontrados pelos palentólogos / Crédito: Divulgação/Addison Miller

 

Com os dentes em mãos, os paleontólogos usaram o tamanho dos fósseis para estimar o comprimento dos animais e descobriram algo inusitado. De acordo com os cálculos, o C. angustidens é o maior megalodon já registrado na história, medindo 8,85 metros — atualmente, um tubarão branco pode chegar até os 6 metros.

Além da incrível descoberta, os cientistas ainda verificaram que, dos 87 dentes encontrados, três eram de tubarões bebês, 77 eram de indivíduos jovens e sete eram dentes de adultos. Agora, enquanto estudam os fósseis, os paleontólogos esperam compreender melhor o comportamento e a estratégia adaptativa dos megalodons.