Notícias » Mundo

Com a pandemia do novo coronavírus, ricaços ficaram 5 trilhões de dólares mais ricos

Forbes revela que bilionários que já tinham a conta bancária gorda enriqueceram ainda mais

Ingredi Brunato, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 06/04/2021, às 16h18

Imagem ilustrativa de notas de dólar
Imagem ilustrativa de notas de dólar - Divulgação/Pixabay

Nesta segunda-feira, 6, a CNN Brasil repercutiu as últimas atualizações do ranking de bilionários elaborado pela revista Forbes - e também mostrou como a pandemia acabou aumentando o número de pessoas dessa lista. 

De março de 2020 para cá, mais 493 pessoas ao redor do mundo tornaram-se donas de fortunas bilionárias, o que significa que houve, em média, um novo membro adicionado ao ranking a cada 17 horas.

As fortunas somadas de todos os 2.755 bilionários da atualidade totalizam uma quantia superior a 13 trilhões de dólares. No ano passado, esse valor era 5 trilhões mais baixo. 

Também vale comentar que os bilhões individuais de alguns desses ricaços também aumentaram de 2020 para cá, com os dois exemplos mais conhecidos sendo:Jeff Bezos, da Amazon, e Elon Musk, da SpaceX e Tesla, que são respectivamente primeiro e segundo da lista. 

Bezos ganhou mais 64 bilhões de dólares de 2020 para cá, enquanto Musk passou a ter 124,6 bilhões a mais do que tinha ano passado. O enriquecimento do primeiro é um impacto da alta nas ações da Amazon durante esse período de distanciamento social, enquanto o do segundo é um resultado do sucesso de sua empresa de carros elétricos, a Tesla.