Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Mundo

Defensoras de vítimas de abuso sexual criticam resposta de premiê australiano a denúncias

Scott Morrison fez um pedido de desculpas por assédio dentro de seu governo e citou a própria família

Redação Publicado em 09/02/2022, às 15h50

Scott Morrison, o primeiro-ministro da Austrália - Getty Images
Scott Morrison, o primeiro-ministro da Austrália - Getty Images

Scott Morrison, o primeiro-ministro da Austrália, em resposta às acusações de assédio dentro de seu governo, trazidas à tona por meio de um relatório de 450 páginas, fez um pedido de desculpas que fez com que mulheres como a ex-funcionária pública Brittany Higgins, criticassem seu comportamento e postura perante as denúncias. 

Nesta quarta-feira, 9, duas defensoras de vítimas de abuso sexual foram a publico para criticar as respostas de Scott Morrison às denúncias de assédio que foram feitas no relatório, que se referia ao governo australiano e falava sobre assédio sexual dentro do local de trabalho. As informações são da AFP.

Brittany Higgins, que denunciou um estupro que sofreu dentro do Parlamento da Austrália e provocou protestos dentro do país, se mostrou decepcionada e triste com as ações do governo perante casos internos de assédio, dizendo que as respostas dadas por Morrison, onde ele citou a esposa e filhas, foram “chocantes e, em alguns momentos, um pouco ofensivas”.

Grace Tame, uma vítima de abuso sexual infantil, também criticou a resposta dada pelo primeiro-ministro, advertindo:

A menos que nossos líderes assumam total responsabilidade por suas próprias falhas, a cultura do abuso continuará a avançar dentro do Parlamento, estabelecendo um padrão corrupto para o resto da nação”, disse Tame.