Notícias » Brasil

Droga sintética nunca vista antes é encontrada no Paraná

A inusitada substância, que veio da Holanda, foi detectada em uma Central de Correios do estado

Ingredi Brunato, sob supervisão de Pamela Malva Publicado em 15/09/2021, às 20h00 - Atualizado às 21h38

A droga
A droga - Divulgação/Receita Federal

No Centro Internacional dos Correios de Curitiba, capital do Paraná, foi detectado 1,2 kg de uma substância ilícita que, após ser avaliada por autoridades, foi declarada como desconhecida. O composto químico possuía a cor amarela e era compacto.

Segundo revelado por um comunicado da Receita Federal, que foi repercutido pelo Estadão nesta quarta-feira, 15, a droga foi apreendida no último dia 26 de agosto com a ajuda de cães farejadores.

Todavia, foi apenas nesta semana que ficaram prontos os resultados das análises laboratoriais. O local responsável pelos testes foi o Laboratório Multiusuário de Ressonância Magnética Nuclear, que pertence à Universidade Federal do Paraná. 

“A análise exaustiva dos dados de RMN obtidos para a amostra e a comparação destes com a literatura, permitiu concluir que se trata de uma substância da classe dos canabinoides sintéticos. Além disso, os dados permitiram concluir que se trata de um novo canabinoide sintético, ainda não descrito na literatura”, disse o órgão, em nota. 

Segundo os oficiais, outro detalhe relevante sobre o caso é que o pacote que continha a substância ilícita vinha da Holanda e tinha a cidade de São Paulo como destino.