Notícias » Brasil

Esculturas de Oscar Niemeyer e projeto de Ruy Ohtake: Mansão é colocada à venda por R$70 milhões

No total, a propriedade em São Paulo tem cerca de 8 mil m² de área, duas piscinas, duas quadras e diversas opções de lazer

Pamela Malva Publicado em 15/07/2021, às 19h30

Fotografia da suntuosa casa
Fotografia da suntuosa casa - Divulgação/ Caco Parise

Construída entre 2000 e 2004, uma enorme mansão no bairro Cidade Jardim, em São Paulo, está dando o que falar após ter sido colocada à venda por R$ 70 milhões. Acontece que, segundo a revista Forbes, a casa reúne os trabalhos de três grandes personalidades brasileiras: Ruy Ohtake, Roberto Burle Marx e Oscar Niemeyer.

Inicialmente avaliada em R$ 110 milhões, a enorme propriedade foi projetada pelo filho mais velho da artista plástica Tomie Ohtake e ainda conta com esculturas de Niemeyer e o paisagismo de Burle. No passado, ela chegou a pertencer a Edemar Cid Ferreira — mas foi tomada do ex-banqueiro quando o então Banco Santos faliu.

No total, a propriedade tem 8 mil m² de uma área recheada com quadras de tênis e squash, um heliponto homologado e duas piscinas — sendo uma coberta e outra descoberta. Já dentro da casa, que tem cinco andares, é possível encontrar uma adega com capacidade para cinco mil garrafas de sua preferência e uma sala fitness.

Fotografia da propriedade vista de cima / Crédito: Divulgação/ Caco Parise

 

Apesar do tamanho e da suntuosidade, a mansão teve seu valor inicial reduzido para R$ 76,8 milhões. Criada por um dos maiores nomes da arquitetura contemporânea no Brasil, a propriedade foi colocada para leilão três vezes, mas nunca foi comprada.

Em 2020, o bilionário Janguiê Diniz chegou a adquirir a residência por R$ 27,5 milhões. Famoso no universo do ensino superior brasileiro com o grupo Ser Educacional, o novo dono pensava em instalar uma escola de ensino básico de alto padrão na propriedade, mas acabou mudando de ideia e, dessa forma, a casa voltou para o mercado.