Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Europa

Espaço aéreo da Ucrânia esvaziou desde o início de ataques russos

O site RadarBox, que registra a posição de aviões em tempo real, mostrou o território ucraniano com completa ausência de aeronaves

Redação Publicado em 24/02/2022, às 07h58

Imagem registra espaço aéreo da Ucrânia vazio - Divulgação / RadarBox
Imagem registra espaço aéreo da Ucrânia vazio - Divulgação / RadarBox

Em decorrência do início dos ataques russos, o espaço aéreo da Ucrânia permanece vazio desde que o boletim emergencial NOTAM, destinado para pilotos internacionais e emitido por autoridades de aviação civil, alertou o "potencial risco" para as companhias aéreas de todo mundo.

O resultado do comunicado foi reverberado em um registro histórico no portal de radares em tempo real RadarBox; nos minutos seguintes, todas as aeronaves que sobrevoavam o espaço aéreo ucraniano desviaram suas rotas ou retornaram ao local de partida para abandonar a área, causando a completa ausência de aviões na região.

O risco é claramente associado com os bombardeios que, no momento em que a nota foi emitida, não haviam sido confirmados, mas, colocam em risco aeronaves comerciais. NOTAM (Notice to Airman ou Notice to Air Mission) é um tipo de mensagem destinado a operadores de voo e pilotos para divulgar mensagens temporárias que possam interferir na viagem.

Por volta das 5h da manhã no horário local (meia-noite no horário de Brasília), o ataque teria iniciado, com Vladimir Putinclassificando a intervenção como uma 'operação militar especial', acrescentando que o 'confronto é inevitável'.