Notícias » Arqueologia

Relíquias celtas são encontradas no País de Gales

Objetos de dois mil anos podem valer até 1 milhão de libras, ou 5 milhões de reais

Joseane Pereira Publicado em 27/06/2019, às 08h00

None
- Reprodução

Arqueólogos do Museu Nacional do País de Gales desenterraram uma carruagem e uma espada de ferro próximo a Pembrokeshire, no oeste do País de Gales. As escavações ocorreram no local onde, em 2018, o morador Mike Smith fizera a inusitada descoberta de resquícios de objetos celtas com seu detector de metais.

Mike havia encontrado um arreio para cavalos, que primeiro pensava ser um broche medieval. A partir dele, as rodas de uma carruagem, que provavelmente pertencia a um proprietário de terras de 2 mil anos atrás, também puderam ser detectadas.

Tesouro arqueológico

Um total de 34 objetos foi desenterrado pelos arqueólogos, com datações entre 25 e 75 d.C. Para Mike Smith, ter encontrado os objetos foi um privilégio: “Eu ainda não consigo acreditar. Obviamente li os achados de outras pessoas e os assisti na televisão, e sempre pensei que não me importaria em descobrir esses objetos. Estou achando isso surreal e transformador”.

Elementos da carruagem / Créditos: Reprodução

 

Para Adam Gwilt, curador de arqueologia pré-histórica do Museu Nacional de Gales, o achado se diferencia por ser “o primeiro enterramento de carruagens a ser encontrado não apenas no País de Gales, mas em todo o sul da Grã-Bretanha”.

Como veículos de guerra e cerimoniais, as carruagens eram usadas durante a Idade do Ferro para demonstrar poder local. Ainda hoje pode-se vislumbrar a imponente decoração desses artefatos, que sugerem a existência de um grande assentamento celta.

O Museu Nacional do País de Gales espera comprar os objetos, agora protegidos por lei, para que possam ser devidamente conservados. O dinheiro, que provavelmente chegará a 1 milhão de libras,  será dividido entre Mike e o proprietário da terra onde o tesouro foi encontrado.