Notícias » Austrália

Especialistas restauram único registro em vídeo de lobo-da-tasmânia

Falecido em 1936, o último animal da espécie extinta foi gravado em preto e branco, mas agora pode ser visto em cores. Confira!

Pamela Malva Publicado em 13/09/2021, às 13h00

Rara imagem de um lobo-da-tasmânia
Rara imagem de um lobo-da-tasmânia - Divulgação/ Vídeo/ NFSA Films

Na última terça-feira, 7 de setembro, o National Film and Sound Archive da Austrália (NFSA) divulgou um vídeo inédito no Youtube. Segundo a Superinteressante, trata-se do único registro audiovisual de um lobo-da-tasmânia, espécie extinta há 85 anos.

Com 80 segundos de duração, o vídeo conta com diversas imagens feitas de Benjamin, o último indivíduo da espécie, que morreu em 7 de setembro de 1936. Filmadas em preto e branco, as imagens datam do ano de 1933, mas ganharam uma nova roupagem graças ao Composite Films, um estúdio especializado na colorização de arquivos.

“Devido à resolução e qualidade da imagem, muito do pelo e cabelo precisou ser animado e detalhado”, explicou Samuel François-Steininger, o responsável pelo projeto. Foi assim que, depois de 200 horas, a equipe conseguiu colorizar e animar o antigo vídeo, trazendo ainda mais vida para Benjamin. Confira o vídeo inédito:

Em publicação feita no site oficial do NFSA, François-Steininger ainda explicou que teve de se basear tanto em pinturas do animal, quanto em restos conservados de pelagens do lobo-da-tasmânia para acertar a cor do vídeo. Depois disso, foi a vez da inteligência artificial entrar em cena, a fim de deixar os movimentos de Benjamin mais fluidos.

Também conhecido como “tigre-da-tasmânia”, os lobos-da-tasmânia eram conhecidos por suas características listras nas costas. Classificados como marsupiais por contarem com uma bolsa em seus abdômen, onde carregavam seus filhotes, tais indivíduos ocupavam a mesma infraclasse que os cangurus, coalas e gambás modernos.

Divulgado no Dia Nacional de Espécies Ameaçadas na Austrália, o vídeo não apenas homenageia os 85 anos da morte de Benjamin, como ainda enaltece a importância da data, que visa trazer visibilidade para os animais e plantas em risco de extinção no país.