Notícias » Estados Unidos

EUA: Decoração natalina com Papai Noel negro gera reação racista de vizinhos

Após Chris Kennedy colocar a decoração no jardim de sua casa, ele recebeu uma carta anônima com diversas afirmações de cunho preconceituoso

Ingredi Brunato Publicado em 28/11/2020, às 08h30

Fotografia da decoração natalina
Fotografia da decoração natalina - Divulgação

Em Arkansas, nos Estados Unidos, após Chris Kennedy montar no seu jardim uma decoração de Natal que contava com um Papai Noel negro, ele acabou recebendo uma carta de cunho racista de um de seus vizinhos. O caso foi divulgado pelo portal Daily Star. 

Na frente do Papai Noel, o estadunidense colocou também uma placa onde se lia: "Nesta casa, acreditamos que: vidas negras são importantes, os direitos das mulheres são direitos humanos, nenhum humano é ilegal, a ciência é real, o amor é amor, a bondade é tudo". 

Em resposta, um morador da vizinhança teria enviado uma carta a Kennedy em que expressava raiva em relação à decoração natalina. "Remova sua decoração de Papai Noel. Não tente enganar as crianças. Eu sou um caucasiano (homem branco, para você) e tenho sido nos últimos 600 anos. O fato de você ter ciúme da minha raça não é desculpa para sua desonestidade”, escreveu o homem, que estaria falando supostamente do ponto de vista do "Papai Noel", que foi como ele assinou no final. 

Foto completa da decoração / Crédito: Divulgação

 

O vizinho ainda finalizou sua mensagem deixando claro que Chris, que é afro-americano, não era bem-vindo naquele bairro: “Além disso, você está se tornando motivo de chacota no bairro. Obviamente, seus valores não são os da área de Lakewood e talvez você devesse se mudar para um bairro no leste com o resto de sua espécie racista”, finalizou. 

Tentando lidar com a situação, o estadunidense fez uma postagem em sua página do Facebook em que narrou o acontecido. A publicação rapidamente recebeu a simpatia de diversos usuários da rede, que o incentivaram a manter seu Papai Noel negro a despeito da carta racista. 

Fotografia de Chris Kennedy segurando a carta / Crédito: Divulgação 

 

Por fim, a estação de TV local, KARK-TV, acabou indo à casa de Chris para entrevistá-lo. Foi quando o afro-americano afirmou que não iria retirar sua decoração natalina, pois a tinha erguido para as crianças, e elas tinham adorado. A emissora ainda afirmou que ocorreria uma investigação para descobrir o autor da mensagem.