Black Friday Amazon 2021
Notícias » Estados Unidos

EUA: Empresa de transporte é processada por cobrar taxas de passageiros com deficiência física

Para o Departamento de Justiça dos Estados Unidos a ação discrimina pessoas com problemas de locomoção

Penélope Coelho Publicado em 11/11/2021, às 09h57

Imagem ilustrativa de cadeira de rodas
Imagem ilustrativa de cadeira de rodas - Divulgação/Pixabay/stevepb

Na última quarta-feira, 10, o Departamento de Justiça dos Estados Unidos abriu um processo contra a empresa norte-americana Uber, famosa pelo seu aplicativo de serviços na área do transporte privado.

A ação judicial foi movida após acusações de que a empresa estaria cobrando taxas para os passageiros portadores de deficiências físicas, com dificuldade de locomoção.

De acordo com informações publicadas pela BBC, o Departamento de Justiça alega que as taxas de ‘tempo de espera’ do aplicativo são discriminatórias com passageiros que possuem deficiências físicas e que demoram mais de 2 minutos para entrar no veículo.

A ação exige que a empresa cumpra a lei norte-americana para pessoas com deficiência, devendo garantir acesso igual para todas as pessoas.

“O Uber não pode penalizar passageiros com deficiência simplesmente porque eles precisam de mais tempo para entrar no carro", afirmou a procuradora-geral de assistência da divisão de direitos civis, Kristen Clarke.

A empresa, por sua vez, alega que as taxas não são aplicadas exclusivamente para passageiros com problemas de mobilidade e que há reembolso.

"[As taxas] nunca foram destinadas a passageiros que estão prontos em seu local de coleta designado, mas precisam de mais tempo para entrar no carro", disse um porta-voz do Uber.