Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Martin Luther King Jr.

EUA: Mulher tenta incendiar casa de Martin Luther King Jr. e vai presa

Confira o vídeo que mostra o momento em que a mulher, que não teve o nome divulgado, tenta incendiar o local onde morou Martin Luther King Jr.

Redação Publicado em 08/12/2023, às 16h40

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Imagem da casa onde morou Martin Luther King Jr. - Reprodução/Redes Sociais/X/@XabuMedia
Imagem da casa onde morou Martin Luther King Jr. - Reprodução/Redes Sociais/X/@XabuMedia

Nesta quinta-feira, 7, uma mulher de 26 anos tentou atear fogo à casa onde morou o ativista Martin Luther King Jr. Antes de ser presa, ela foi impedida de incendiar o local por visitantes da residência, que se encontra em Atlanta, no estado americano da Geórgia.

Em um vídeo divulgado pelo canal estadunidense de notícias WSB-TV, é possível observar uma mulher vestida de preto esparramando gasolina nas janelas da frente da casa e na varanda, conforme repercutido pelo UOL. 

Por volta das 17h45 pelo horário local, as autoridades receberam uma denúncia do ato de vandalismo, mas antes que os policias pudessem chegar ao local, a mulher havia sido imobilizada por dois cineastas de Utah e dois policiais de Nova York, que estavam visitando a antiga casa de King.

Em um comunicado à imprensa, o chefe de polícia de Atlanta, Darin Schierbaum, afirmou que a rápida reação dos visitantes “salvou uma parte importante da história americana”. 

Ao jornal The New York Times, um dos cineastas que estava no local no momento do incidente, Zach Kempf, explicou que achava que a mulher estava apenas regando as plantas. Quando Kempf e seu colega perceberam que ela esvaziava o líquido de um galão vermelho e procurava por um isqueiro que havia deixado na grama, eles ligaram para o serviço de emergência.

Se as testemunhas não estivessem aqui e interrompessem o que ela estava fazendo, em apenas alguns segundos a casa estaria envolvida pelas chamas. Foi realmente uma questão de tempo e de as testemunhas estarem no lugar certo na hora certa", disse Jerry DeBerry, chefe dos bombeiros, à BBC. 

Outros detalhes

Em um comunicado oficial, o King Center afirmou que a tentativa de incêndio criminoso fracassou “graças à corajosa intervenção dos bons samaritanos e à rápida resposta das autoridades policiais”.

Segundo as autoridades, a suspeita continua sob custódia e responderá por invasão de propriedade do governo e tentativa de incêndio criminoso. 

A residência de dois andares, onde King morou até os 12 anos, é tido como um marco federal. Em 2018, a casa foi adquirida pelo Serviço Nacional de Parques e se encontra fechada para o público desde o último mês de novembro, enquanto passa por reformas.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!