Notícias » Bizarro

Ex-atriz pornô revela fatos insólitos sobre os bastidores da indústria: 'Tenho traumas até hoje'

Segundo Vanessa Danieli, muitas das cenas que ela interpretava eram "cansativas e muito forçadas, tudo era sofrimento"

Pamela Malva Publicado em 05/09/2021, às 10h00

Imagem meramente ilustrativa de câmera
Imagem meramente ilustrativa de câmera - Divulgação/ Pixabay/ 350543

Hoje trabalhando como youtuber do universo geek, a jovem Vanessa Danieli já passou por diversos episódios traumáticos na indústria pornográfica. Isso porque ela tornou-se atriz de filmes adultos ainda muito jovem, aos 21 anos, por necessidades financeiras.

Agora, cinco anos depois de abandonar o universo da pornografia, a ex-atriz deu uma entrevista exclusiva ao UOL, revelando diversos fatos sórdidos dos bastidores da indústria. Com tais declarações, e com um livro que deverá ser lançado em breve, ela busca alertar outras mulheres sobre como os sets de filmagem podem ser prejudiciais.

Entrei por necessidade e me arrependo muito”, narrou ela. “Tudo ali no set não era montado como prometido, era caseiro, sem uma cópia do contrato, cenas cansativas e muito forçadas, tudo era sofrimento, foi uma fase bem difícil. Tenho traumas até hoje.”

Casada e trabalhando também em uma agência de publicidade com marketing de influência, Vanessa ainda fez questão de falar sobre o preconceito que sofreu e ainda sofre como ex-integrante da indústria pornográfica. "Primeiro eu era alvo porque tinha entrado no pornô, depois porque sai e não tinha direito a uma vida digna”, narrou.

As pessoas são cruéis e hipócritas. Hoje, eu faço tratamento psiquiátrico para não pirar, essa coisa de fazer parte do pornô é pesado e gera muitas frustrações, pois as pessoas glamorizam a pornografia e não pensam em tráfico e exploração sexual”, revelou. “Pensei em suicídio muitas vezes por não aguentar a pressão.”

Por isso, inclusive, a youtuber é categórica em explicar que é "contra os filmes adultos”. Em sua opinião, tais produções “são prejudiciais de diferentes formas, como interferir na autoestima e nas primeiras relações das pessoas. A indústria mostra uma situação distorcida e o sexo deixa de ser algo saudável", finalizou.