Notícias » China

Família descobre que enfeite de quintal é, na verdade, um canhão de 231 anos

O canhão do século 18 foi encontrado no Reino Unido e vale uma fortuna

Giovanna Gomes Publicado em 09/11/2020, às 12h46 - Atualizado às 12h47

Canhão no jardim
Canhão no jardim - Divulgação/Duke's of Dorchester

Um canhão chinês, usado como decoração por uma família no jardim de casa em Dorchester, cidade localizada na Inglaterra, revelou uma novidade surpreendente para os donos da residência.

Segundo especialistas da casa de leilões Duke's of Dorchester, o artefato remonta a 1789, durante o período Qianlong, sendo avaliado em 100 mil libras. As informações são da BBC.

A família dona do canhão é originária de Anglesey, no País de Gales, e chegou ao local há cerca de 120 anos. A revelação foi feita por um especialista, que avaliava os itens da casa. No entanto, não se sabe desde quando a relíquia se encontrava no terreno.

Parte do canhão da família /Crédito - Divulgação/Duke's of Dorchester

 

Para o diretor administrativo e chefe da Asian Art, Lee Young, trata-se de um objeto raro. "Você pode ver muito isso em lugares como Pequim, mas não são coisas que costumam ser encontradas fora da China. Portanto ver um objeto desses no jardim de alguém é uma surpresa", declarou.

O canhão militar de 258 kg foi posto à venda nesta segunda-feira, 9, pelo preço em que fora avaliado: 100 mil libras, o que equivale a um valor em torno de 700 mil reais.