Notícias » Europa

Família ucraniana acusa soldados russos de matarem criança enquanto bêbados

A menina que teria sido assassinada tinha apenas 10 anos de idade

Redação Publicado em 08/03/2022, às 17h37

Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa - Getty Images

Uma família ucraniana acusou soldados da Rússia que estavam bêbados de matar uma menina de 10 anos a tiros, que foram dados aleatoriamente enquanto eles estavam passando por uma vila. A acusação foi feita no jornal britânico "The Times".

Anastasia Stoluk, que também era chamada de Nastya, morreu, de acordo com o portal de notícias UOL, no dia 28 de fevereiro, dentro de uma vila que fica a cerca de 64 quilômetros de Kiev, a capital ucraniana.

Os tiros dos soldados russos teriam sido uma resposta aos disparos feitos por um adolescente ucraniano no mesmo dia, que não tinham rumo. Os militares da Rússia atiraram em casas na vila de Shybene.

Os mesmos soldados russos, segundo o UOL, também teriam impedido a mãe de Nastya de visitar o cemitério local da vila, portanto, a criança teve que ser enterrada no quintal da casa da família.